Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Arcozelo Funchal - São Jorge Porches
Beja Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Braga Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Bragança  Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Charneca Caparica Lisboa - Olivais
Coimbra   Porto - Maria Missionária  

 

 


laudato si'-2020.jpg



































francisco de assis cantico.jpg




O Papa Francisco convida a Igreja a celebrar
a Semana Laudato Si'
Cidade do Vaticano, 03 mar 2020

laudato si' - semana.jpg


O Papa Francisco convida as comunidades ao redor do mundo
a celebrarem a               Semana Laudato Si'
     do dia 16 a 24 de maio de 2020
para assinalar os cinco anos da publicação da Encíclica.

«Que tipo de mundo queremos deixar para aqueles que nos sucedem, as crianças que estão crescendo? Motivado por essa pergunta, gostaria de convidá-los a participar da Semana Laudato Si'»

Fonte: Vatican News - Português
03/03/2020

OU: Papa Francisco convida a Igreja a celebrar a Semana Laudato Si’

laudato_2020.jpg


LOUVADO SEJAS MEU SENHOR



Inspirado em Francisco de Assis, no “Cântico das Criaturas”,
também chamado “Cântico do Irmão Sol”, o Papa Francisco ofereceu-nos
a Encíclica «Laudato Si’» (24.05.2015).

Nela o Papa acentua o dever e a responsabilidade do cuidado da “Casa Comum” com urgência, respeito, justiça e verdade.


Fonte: Franciscanas Missionárias de Maria


VEJA TAMBÉM EM
















francisco-oracao-14-05-2020.jpg

Iniciativa de 14 de maio 2020

#RezemosJuntos neste 14 de maio pelo fim da pandemia



Ao celebrar a missa na capela da Casa Santa Marta neste 14 de maio,
o Papa Francisco recordou a iniciativa lançada pelo Alto Comitê
para a Fraternidade Humana de um dia dedicado à oração, ao jejum
e às obras de caridade para pedir o fim da pandemia.


anh-dong-gif.1536181676.gif

A 03 de maio de 2020, na oração ‘Regina Coeli’,
o Papa Francisco afirmou:


«E como a oração é um valor universal, acolhi a proposta do Alto Comité para a Fraternidade Humana,
para que no próximo 14 de maio os crentes de todas as religiões se unam espiritualmente em um dia de oração e jejum e obras de caridade,
para implorar a Deus que ajude a humanidade a superar a pandemia de coronavírus.


Recordem-se, 14 de maio,
todos os crentes unidos, crentes de diversas tradições, para rezar, jejuar
e praticar obras de caridade.
»


Fonte: https://www.vaticannews.va/pt



Será um dia de oração, jejum e invocação a Deus Criador pela humanidade
atingida pela pandemia.
A iniciativa, à qual aderiu o Papa Francisco, é promovida pelo Alto Comitê para a Fraternidade Humana.


Fonte: Vatican News - Português


fatima-4-12.05.2020.jpg







fatima-2-12.05.2020.jpg







fatima-1-12.05.2020.jpg







fatima-3-13.05.2020.jpg

FÁTIMA - 12 e 13 de maio de 2020

Homilia do Cardeal D. António Marto



Fonte: Agência Ecclesia



Mensagem do Papa aos peregrinos de Fátima

no dia 13 de maio de 2020




A oração do Papa a Nossa Senhora de Fátima



Voltemos com o pensamento às suas aparições e sua mensagem transmitida
ao mundo, bem como ao atentado contra São João Paulo II, que na salvação
de sua vida viu a intervenção materna da Santa Virgem",
foi o convite do Papa Francisco na Audiência Geral neste 13 de maio,
quando expressou sua proximidade ao Santuário de Fátima
e recordou a Missa a ser celebrada diante do túmulo de São João Paulo II
e transmitida em mundovisão na próxima segunda-feira.

Leia aqui: http://ow.ly/gpqB50zERJ6

Procissão do Adeus.
Fátima ,13 de maio de 2020



Fonte: A Rádio Renascença transmitiu a Procissão, a Santa Missa Festiva
com a benção dos doentes e procissão do adeus, diretamente do recinto
de oração do Santuário de Fátima.
Presidiu Sua Eminência, D. António Cardeal Marto, bispo de Leiria - Fátima.

 

f-p. carlos cabecinhas-2020.jpg



O que é Fátima sem peregrinos?
Entrevista ao reitor do Santuário de Fátima no programa 70x7



Programa 70x7 do dia 10 de maio 2020

Fonte: Agência Ecclesia

francisco-semana-do-papa.jpg



A Igreja católica em tempo de Pandemia Covid-19



Semana do Papa Francisco
Programa Ecclesia do dia 07 de maio de 2020

Fonte: Agência Ecclesia

reitor do santuário de fátima, padre carlos cabecinhas,2020.jpg

Mensagem do reitor do Santuário de Fátima
sobre o 13 de maio de 2020



Mensagem do reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas,
sobre o 13 de maio de 2020.

Fonte: Santuário de Fátima

conferencia-episcopal-portugusa-2020.jpg

A Igreja em Portugal orientações
em tempo de Pandemia Covid-19


«A Conferência Episcopal Portuguesa não é o conjunto das Dioceses portuguesas, mas, sim, dos bispos das dioceses de Portugal,

que, para melhor exercerem as suas funções pastorais, põem em comum preocupações e experiências, acertam critérios de ação e coordenam esforços.

Diz o Código do Direito Canónico (cânone 447):
“A Conferência Episcopal, instituição permanente, é o agrupamento dos bispos
de uma nação ou determinado território, que exercem em conjunto certas funções pastorais a favor dos fiéis do seu território,

a fim de promoverem o maior bem que a Igreja oferece aos homens, sobretudo
por formas e métodos de apostolado convenientemente ajustados
às circunstâncias do tempo e do lugar, nos termos do direito”.»


Fonte: http://www.conferenciaepiscopal.pt/v1/estrutura-e-funcionamento/

animated-button-image-0471.gifA Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou hoje o regresso das Missas comunitárias a 30 de maio,
véspera da Solenidade do Pentecostes,


Maio 2, 2020
https://youtu.be/IkB3HeOwSQ0     Fonte: Ecclesia

animated-button-image-0471.gifConferência Episcopal Portuguesa suspende missas
em todo o país.

13 de março de 2020 -
https://youtu.be/JyU7kFKbyPY


VER MAIS EM:

Orientações da Conferência Episcopal Portuguesa para a celebração do Culto público católico no contexto da pandemia COVID-19

Fonte: https://agencia.ecclesia.pt/portal/

francisco-santuario-divina-misericordia-cracovia.jpg

Santuário da Divina Misericórdia - Cracóvia
francisco-santuario-misericordia.jpg

francisco-sorriso-2020.jpg

joao-paulo-II-2020.jpg

Domingo da Misericórdia
19 de abril de 2020

No ano 2000, o Papa João Paulo II instituiu a Festa da Divina Misericórdia
para toda a Igreja.

Decretou que o Domingo II da Páscoa passaria a chamar-se
«Domingo da Divina Misericórdia».



Fonte: Franciscanas Missionárias de Maria

Dois Papas unidos pela Divina Misericórdia

A Divina Misericórdia é certamente um dos temas mais fortes que unem
João Paulo II e Francisco.

A Carta Encíclica, escrita por São João Paulo II nos primeiros anos de seu pontificado, Dives in Misericordia, de 30 de novembro de 1980, é constantemente retomada pelo Papa Francisco nos atos, nas palavras e no anúncio do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, de 8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016.

Na bula de proclamação do jubileu, Misericordiae vultus, o Papa Francisco
convida a deixar-se “surpreender por Deus”.
Um Ano Santo instituído “para redescobrir e tornar fecunda a misericórdia de Deus com a qual todos somos chamados a consolar todos os homens e mulheres
do nosso tempo”, explicou Francisco no anúncio de 13 de março de 2015,
segundo aniversário da eleição, durante uma celebração penitencial.

Durante o Jubileu, o Papa não apenas falou, mas também concretizou
a misericórdia, prosseguindo com os seus gestos contínuos de proximidade
aos últimos, inaugurando as “Sextas-feiras da misericórdia”, visitas particulares
às comunidades e estruturas de acolhimento e solidariedade para com aqueles que sofrem e enviando milhares de “missionários da misericórdia” ao mundo,
para oferecer a todos o perdão de Deus através do Sacramento da Reconciliação.

Na Carta Apostólica Misericordia et misera, divulgada no final do Ano Santo,
o Francisco estabeleceu o “Dia Mundial dos Pobres”, celebrado no Domingo 33º
do Tempo Comum, e concedeu permanentemente a todos os sacerdotes de absolver o pecado do aborto.

«“Misericordia et misera” são as duas palavras que Santo Agostinho usa para contar o encontro entre Jesus e a adúltera narrado no Evangelho
de João.


“É uma expressão esplêndida”, explicou o Papa Francisco,
do mistério “do amor de Deus quando ele vem ao encontro do pecador:
'Apenas os dois permaneceram:
a adúltera e a misericórdia’.»

Fonte: Síntese de várias notas publicadas em Vatican News

cristo ressuscitado-autora-maria van galen, fmm.jpg


cristo-fogueira-acesa.gif

Páscoa da Ressurreição do Senhorfrancisco-urbi-et-orbi-pascoa-12.04.2020.jpg

Basílica Vaticana - Domingo, 12 de abril de 2020

Fala-nos o Papa Francisco:

“Queridos irmãos e irmãs, feliz Páscoa!
Hoje ecoa em todo o mundo o anúncio da Igreja:
«Jesus Cristo ressuscitou»;
«ressuscitou verdadeiramente»!

Como uma nova chama, se acendeu esta Boa Nova na noite:
a noite dum mundo já a braços com desafios epocais e agora oprimido
pela pandemia, que coloca a dura prova a nossa grande família humana.
Nesta noite, ressoou a voz da Igreja:

«Cristo, minha esperança, ressuscitou!»
(Sequência da Páscoa).

É um «contágio» diferente, que se transmite de coração a coração,
porque todo o coração humano aguarda esta Boa Nova.
É o contágio da esperança:
«Cristo, minha esperança, ressuscitou!»
Não se trata duma fórmula mágica, que faça desvanecerem-se os problemas. Não!

A ressurreição de Cristo não é isso. Mas é a vitória do amor sobre a raiz
do mal,
uma vitória que não «salta» por cima do sofrimento e da morte,
mas atravessa-os abrindo uma estrada no abismo,
transformando o mal em bem: marca exclusiva do poder de Deus.

[…]

Verdadeiramente palavras como indiferença, egoísmo, divisão, esquecimento
não são as que queremos ouvir neste tempo.
Mais, queremos bani-las de todos os tempos!

Aquelas parecem prevalecer quando em nós vencem o medo e a morte, isto é, quando não deixamos o Senhor Jesus vencer no nosso coração e na nossa vida.

Ele, que já derrotou a morte abrindo-nos a senda da salvação eterna, dissipe as trevas da nossa pobre humanidade e nos introduza no seu dia glorioso, que não conhece ocaso.
Com estas reflexões,

gostaria de vos desejar a todos uma Páscoa feliz.”

Texto na íntegra: "Urbi et Orbi" - Páscoa 2020

[ Alemão  - Árabe  - Espanhol  - Francês  - Inglês  - Italiano  - Polonês  - PORTUGUÊS ]

Fonte: w2.vatican.va



Tradicionalmente, o Papa não pronuncia a homilia no domingo de Páscoa
e transmite a sua mensagem ao conceder a bênção Urbi et Orbi
(à cidade de Roma e ao mundo).


Do altar da confissão na Basílica de São Pedro, o texto de Francisco
começa com o anúncio que hoje ecoa em todos os cantos da Terra:
“Jesus Cristo ressuscitou;
ressuscitou verdadeiramente!”.


Leia aqui: http://ow.ly/a42u50zc4H0

Fonte: Vatican News - Português

francisco-via-sacra-praca-de-s-pedro-1-2020.jpg

francisco-via-sacra-praca-de-s-pedro-2-2020.jpg

francisco-via-sacra-praca-de-s-pedro-3-2020.jpg

francisco-cruz-sexta-feira-santa.jpg

francisco-via-sacra-praca-de-s-pedro-4-2020.jpg

VIA-SACRA - Presidida pelo Papa Francisco

Sexta-Feira Santa - 10 de abril de 2020 - 21:00h.

Do patamar da Basílica de São Pedro

Introdução


As meditações da Via-Sacra deste ano são propostas pela capelania
do Estabelecimento Prisional «Due Palazzi» de Pádua.

Aceitando o convite do Papa Francisco, catorze pessoas meditaram sobre
a Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, tornando-a atual nas suas vidas.

Entre elas, há cinco pessoas presas, uma família vítima dum crime de homicídio, a filha dum homem condenado à pena de prisão perpétua,
uma educadora de prisão, um juiz supervisor, a mãe duma pessoa presa, uma catequista, um frade voluntário, um agente da Polícia Penitenciária e um padre acusado e mais tarde absolvido definitivamente pela justiça depois de oito anos de processo ordinário.


Acompanhar Cristo pelo Caminho da Cruz, com a voz rouca das pessoas
que povoam o mundo das prisões, é uma oportunidade de assistir ao duelo prodigioso entre a Vida e a Morte, descobrindo como os fios do bem, inevitavelmente, se entrelaçam com os fios do mal.

Contemplar o Calvário por trás das grades é acreditar que uma vida inteira se pode decidir em poucos instantes, como aconteceu ao bom ladrão.

Será suficiente encher de verdade tais momentos:
o arrependimento pela falta cometida, a convicção de que a morte não é para sempre, a certeza de que Cristo é o inocente injustamente escarnecido.

Tudo é possível a quem crê, porque mesmo na escuridão das prisões ressoa este anúncio cheio de esperança:

«Nada é impossível a Deus» (Lc 1, 37).

Se alguém lhe apertar a mão, o homem que foi capaz do crime mais horrendo poderá ser o protagonista da mais inesperada ressurreição.
Certos de que, «mesmo quando narramos o mal, podemos aprender a deixar
o espaço à redenção; podemos reconhecer, no meio do mal,
também o dinamismo do bem e dar-lhe espaço»
(Mensagem do Santo Padre para o Dia Mundial das Comunicações de 2020).

É assim que a Via Crucis se torna uma Via Lucis.

Embora os textos, reunidos pelo capelão Padre Marco Pozza
e pela voluntária Tatiana Mario, estivessem escritos em primeira pessoa,
decidiu-se não colocar o nome:

quem participou nesta meditação quis emprestar a sua voz
a todos aqueles que, no mundo, partilham a mesma condição.

Nesta noite, no silêncio das prisões,
a voz de um deseja tornar-se a voz de todos.

Meditações feitas pela prisão de Pádua
.


Ver texto na íntegra:


http://www.vatican.va/news_services/liturgy/2020/documents/
ns_lit_doc_20200410_via-crucis-meditazioni_po.html




tolentino-semana-santa-2020.jpg

Semana Santa 2020
com o cardeal D. José Tolentino
Mendonça

#2: O medo nos teatros da Paixão
06/04/2020
Fonte: Agência Ecclesia

francisco-oracao-23.03.2020.jpg

francisco-oracao-maria-27.03.2020.jpg

francisco-urbi-et-orbi-27.03.2020.jpg

a tempestade acalmada.jpg

francisco-cristo-crucificado-roma.jpg

Momento extraordinário de oração
em tempo e epidemia
presidido pelo Papa Francisco

francisco-praca-vazia-27.3.2020.jpg

Sexta-feira, 27 de março de 2020

Adro vazio da Basílica de São Pedro 18h [17h. em Portugal]


«Urbi et Orbi»
Oração e Benção do Papa Francisco à Cidade e ao Mundo

Fonte: Agência Ecclesia



Fonte: Vatican News - Português

«Ao entardecer…» (Mc 4, 35):
assim começa o Evangelho, que ouvimos.
Desde há semanas que parece o entardecer, parece cair a noite.

Densas trevas cobriram as nossas praças, ruas e cidades; apoderaram-se das nossas vidas, enchendo tudo dum silêncio ensurdecedor e um vazio desolador,
que paralisa tudo à sua passagem: pressente-se no ar, nota-se nos gestos,
dizem-no os olhares.
Revemo-nos temerosos e perdidos.

À semelhança dos discípulos do Evangelho, fomos surpreendidos por uma tempestade inesperada e furibunda. Demo-nos conta de estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados mas ao mesmo tempo importantes e necessários:
todos chamados a remar juntos, todos carecidos de mútuo encorajamento.

E, neste barco, estamos todos.
Tal como os discípulos que, falando a uma só voz, dizem angustiados
«vamos perecer» (cf. 4, 38), assim também nós nos apercebemos
de que não podemos continuar estrada cada qual por conta própria,
mas só o conseguiremos juntos. (...)

Texto na íntegra, em Português

POEMA - Na Praça vazia

Na Praça vazia

A chuva caía
A noite chegava
E Roma chorava...
Os mortos incremados
Velhos, jovens, bem amados...
Que na solidão se foram
E nem ao menos foram velados.

Na Praça vazia
São Pedro veria
O Papa Francisco
Pisar sobre o risco
Rasgar o medo e a solidão
Seguido pela maior multidão
Que de todos os pontos da Terra
Se uniu ao velho Bispo em oração.

E na Praça já não mais vazia
Jesus e a Virgem, mãe Maria
Com Francisco da Paixão
E milhões num só coração
Bebemos no cálice do silêncio e da ternura
Gotas da mais genuína e mais pura
Fé – Naquele que acalma a tempestade
E nós faz vencer o medo e a loucura.

E na Praça já não mais vazia
A chuva suave que caía
Virou mar de lágrimas, de compaixão
E o nosso barco vencerá o mar revolto e a escuridão!
Jesus desperto nos traz paz e segurança
Eis o conselho de Francisco, nosso irmão!

Zé Vicente
Noite de 27.03.2020

francisco-ora-27-marco-2020.jpg

Católicos: encontro marcado com o Papa
dia 27 de março de 2020

Agora o convite é para os católicos: sexta-feira, 27 de março, às 18h locais
Roma.
[17:00 em Portugal].
O Papa estará no patamar da Basílica Vaticana, com a Praça vazia.

Depois de um momento de oração, vai conceder a bênção Urbi et Orbi,
com a possibilidade da Indulgência Plenária.


Fonte: Vatican News - Português

francisco-urbi-et-orbi-27-mar-2020-b-pt.jpg

2020-fatima-consagracao.jpg

FÁTIMA – IGREJA em PORTUGAL
Solenidade da Anunciação do Senhor
25 de março de 2020

"Nesta singular hora de sofrimento, acolhe os que perecem,
dá alento aos que a Ti se consagram e renova o universo e a humanidade"

Consagração abraçou 22 países cujos bispos se associaram aos prelados portugueses e espanhóis.

O cardeal D. António Marto presidiu hoje, em Fátima, à celebração da consagração de Portugal e de Espanha ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, pedindo o seu auxílio e proteção no momento de tribulação que vivemos atualmente.

LINK - acesso ao texto da Consagração na íntegra:

"Nesta singular hora de sofrimento, acolhe os que perecem, dá alento aos que a Ti se consagram e renova o universo e a humanidade"

Fonte: https://www.fatima.pt/pt

conferencia episcopal portuguesa-2020.jpg

IGREJA em PORTUGAL
CEP - 24 de março, 2020

“Todas as Dioceses estarão unidas na oração do Rosário pelas intenções
de todo o mundo e em particular de Portugal,

nesta situação dramática que estamos a passar devido ao coronavírus Covid-19”,
refere um comunicado do Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).
acrescenta a nota:
“A seguir à oração, o cardeal António Marto fará a renovação da consagração de Portugal ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria”

Ver texto na íntegra em: https://www.fatima.pt/pt/news/igreja-portuguesa-renova-consagracao-de-portugal-ao-sagrado-coracao-de-jesus-e-ao-imaculado-coracao-de-maria

francisco-reza-pai-nosso.jpg


O Papa reza o Pai-Nosso implorando misericórdia
pela humanidade provada - 25/03/2020



O Papa Francisco rezou a oração do Pai-Nosso, da Biblioteca Apostólica,
no Vaticano, ao meio-dia desta quarta-feira, Solenidade da Anunciação do Senhor.

Entre o medo e a ansiedade do mundo ameaçado pela pandemia de coronavírus, ressoa o Pai-Nosso, a oração que Jesus nos ensinou, fonte perene de esperança e fonte de unidade ente os cristãos.

A voz do Papa Francisco, que invoca o Senhor para acabar com a pandemia, contém a oração de um povo ferido, mas unido em oração
e com o olhar voltado para o Pai.

Fonte: Vatican News - Português

francisco e a confissao.jpg

Não se pode sair de casa, COMO CONFESSAR?
O Papa responde
Maço de 2020



Quero confessar, mas não posso sair de casa. Como faço?

A esta pergunta respondeu o Papa Francisco ao celebrar a missa (20/03)
na capela da Casa Santa Marta.

Com o aproximar-se da Páscoa, mas em meio às restrições impostas pelo coronavírus, não se pode sair de casa ou encontrar um sacerdote.
Neste caso, é o próprio Catecismo quem oferece a resposta.
Leia aqui a reportagem: http://ow.ly/Xgle50yQJXm

Fonte: Vatican News - Português

francisco-annunciation-2020.jpg

Solenidade da Anunciação do Senhor – 25.03.2020

Papa Francisco:
a defesa da vida não é ideologia, é uma realidade humana



“O Evangelho da vida” este foi o título da catequese do Papa Francisco
na Audiência Geral de quarta-feira (25/03).
Realizada mais uma vez na “modalidade coronavírus”, na Biblioteca Apostólica,
o Pontífice deu uma pausa nas catequeses sobre as bem-aventuranças para recordar neste dia 25 a Solenidade da Anunciação do Senhor e os 25 anos da Encíclica Evangelium vitae, de São João Paulo II.

“O elo entre a Anunciação e o ‘Evangelho da vida’ é íntimo e profundo,
como destacou São João Paulo II na Encíclica”, ressaltou o Papa.

E hoje, “nos encontramos a relançar este ensinamento no contexto de uma pandemia que ameaça a vida humana e a economia mundial”.

http://ow.ly/3D9q50yVtui

Fonte: Vatican News – Português                              

francisco-ora-doentes.jpg

O Papa Francisco convida-nos a rezar pelo fim da pandemia
24 de março de 2020

Numa Edição especial de “O Vídeo do Papa”, o Santo Padre pede para rezar
pelos doentes e os que sofrem, ao mesmo tempo que agradece àqueles que,
sem distinção de tradições religiosas ou convicções, rezam pelos infetados.



Fonte: Vatican News - Português
                                                    
         

2020-coronavirus.jpg

Organização Mundial de Saúde
declara pandemia do novo Coronavírus


11 de março de 2020 às 17:37
 

Tedros Adhanom,
diretor geral da Organização Mundial de Saúde (OMS),

declarou hoje (11) que a organização elevou o estado da contaminação
à pandemia de Covid-19,
doença causada pelo novo coronavírus
(Sars-Cov-2).
 
A mudança de classificação não se deve à gravidade da doença, e sim à disseminação geográfica rápida que o Covid-19 tem apresentado.


Fonte: https://www.unasus.gov.br/noticia/organizacao-mundial-de-saude-declara-pandemia-de-coronavirus
                                                    
         

fancisco-e-n.s.mae-da-amazonia.jpg

MARIA MÃE DA AMAZÓNIA

QUERIDA AMAZÓNIA - fevereiro de 2020

francisco-querida-amazonia.jpg

EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL

QUERIDA AMAZONIA

DO SANTO PADRE
FRANCISCO

1.  A Amazónia querida apresenta-se aos olhos do mundo com todo o seu esplendor, o seu drama e o seu mistério.
Deus concedeu-nos a graça de a termos presente de modo especial no
Sínodo que se realizou em Roma de 6 a 27 de outubro de 2019, concluindo com o Documento
 Amazónia: Novos Caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral.

O sentido desta Exortação
Sonhos para a Amazónia

Capítulo I - UM SONHO SOCIAL
Capítulo II - UM SONHO CULTURAL
Capítulo III - UM SONHO ECOLÓGICO
Capítulo IV - UM SONHO ECLESIAL
Conclusão - A MÃE DA AMAZÓNIA

Veja também o Vídeo -
UM SONHO ECLESIAL

Dado em Roma, na Basílica de São João de Latrão, a 2 de fevereiro – Festa da Apresentação do Senhor – do ano 2020, sétimo do pontificado.

Fonte e texto na íntegra em PORTUGUÊS
                                                    
         

francisco-epifania 2020.jpg











presepio-magos-2019.gif





francisco-2-epifania 2020.jpg

HOMILIA DO PAPA FRANCISCO

Basílica Vaticana
Quarta-feira, 6 de janeiro de 2020

Ouvimos, no Evangelho (Mt 2, 1-12), que os Magos começam por manifestar a intenção que os move:
«Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-Lo» (2, 2).

Adorar é o objetivo do seu percurso, a meta do seu caminho.
De facto, chegados a Belém, quando «viram o Menino com Maria, sua mãe, prostrando-se, adoraram-No» (2, 11).

Se perdermos o sentido da adoração, falta-nos o sentido de marcha da vida cristã, que é um caminho rumo ao Senhor, e não a nós.
O risco existe, como nos adverte o Evangelho, quando, a par dos Magos,
mostra personagens incapazes de adorar.

(...) Quando O adoramos, descobrimos que a vida cristã é uma história de amor
com Deus, onde não basta ter boas ideias sobre Ele, mas é preciso colocá-Lo
em primeiro lugar, como faz um namorado com a pessoa amada.
Assim deve ser a Igreja: uma adoradora enamorada de Jesus, seu esposo.

(...) Adorar é um gesto de amor que muda a vida. É fazer como os Magos:
levar ao Senhor o ouro, para Lhe dizer que nada é mais precioso do que Ele; oferecer-Lhe o incenso, para Lhe dizer que só com Ele se eleva para o alto a nossa vida; apresentar-Lhe a mirra – com ela se ungiam os corpos feridos e dilacerados – como promessa a Jesus de que socorreremos o próximo marginalizado e sofredor, porque nele está o Senhor.
Habitualmente, ao rezar, sabemos pedir, agradecer ao Senhor; mas a Igreja deve progredir ainda mais na oração de adoração. Devemos crescer na adoração;
a oração de adoração é uma ciência que temos de aprender todos os dias:
rezar adorando.

Amados irmãos e irmãs, hoje cada um de nós pode interrogar-se:
«Sou um cristão adorador?»
A pergunta impõe-se-nos, pois muitos cristãos que rezam, não sabem adorar.

Encontremos momentos para a adoração ao longo do nosso dia
e criemos espaço para a adoração nas nossas comunidades.
Cabe a nós, como Igreja, colocar em prática as palavras que acabamos de rezar
no Salmo:
«Adorar-Vos-ão, Senhor, todos os povos da terra».
Adorando, descobriremos também nós, como os Magos, a direção certa
do nosso caminho.
E sentiremos, como os Magos, uma «imensa alegria» (Mt 2, 10).

Texto na íntegra:  Português                                                                               

francisco-dia mundial da paz 2020.jpg




53.º Dia Mundial da Paz 2020

dia-mundial-paz-2020.jpg

Dia após dia, o Espírito Santo sugere-nos atitudes e palavras
para nos tornarmos artesãos de justiça e de paz.

Que o Deus da paz nos abençoe e venha em nossa ajuda.

Que Maria, Mãe do Príncipe da paz e Mãe de todos os povos da terra,
nos acompanhe e apoie, passo a passo, no caminho da reconciliação.

E que toda a pessoa que vem a este mundo possa conhecer
uma existência de paz e desenvolver plenamente a promessa de amor
e vida que traz em si.

Vaticano, 8 de dezembro de 2019.

Franciscus
                                                                                                                          

francisco-urbi-et-orbi-natal-2019.jpg
chama-luz-2020.gif


MENSAGEM URBI ET ORBI DO PAPA FRANCISCO

NATAL 2019

Balcão central da Basílica Vaticana
Quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

«O povo que andava nas trevas viu uma grande luz» (Is 9,1).

Queridos irmãos e irmãs, feliz Natal!

Nesta noite, do ventre da mãe Igreja, nasceu de novo o Filho de Deus feito homem. O seu nome é Jesus, que significa Deus salva.

O Pai, Amor eterno e infinito, enviou-O ao mundo, não para condenar o mundo,
mas para o salvar (cf. Jo 3, 17). O Pai no-Lo deu, com imensa misericórdia;
deu-O para todos; deu-O para sempre.
E Ele nasceu como uma chamazinha acesa na escuridão e no frio da noite.

Aquele Menino, nascido da Virgem Maria,
é a Palavra de Deus

que Se fez carne;
a Palavra que guiou o coração e os passos de Abraão rumo à terra prometida,
e continua a atrair aqueles que confiam nas promessas de Deus;

a Palavra que guiou os judeus no caminho desde a escravidão à liberdade, e continua a chamar os escravos de todos os tempos, incluindo os de hoje, para sairem das suas prisões. É Palavra mais luminosa do que o sol, encarnada num pequenino filho de homem, Jesus, luz do mundo.
(...)
Queridos irmãos e irmãs!

Renovo os meus votos dum Natal feliz para todos vós que, vindos dos quatro
cantos da Terra, vos encontrais nesta Praça [de São Pedro] e para quantos
nos acompanham pela rádio, televisão e restantes meios de comunicação.
Obrigado pela vossa presença, neste dia de alegria.

Todos somos chamados a dar esperança ao mundo
anunciando, por palavras e sobretudo com o testemunho da nossa vida,
que nasceu Jesus, nossa paz.

Por favor, não vos esqueçais de rezar por mim.
Bom almoço de Natal! Até à vista.

Texto na íntegra: "Urbi et Orbi" em Português

Página seguinte                                                      Página anterior 








Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.