Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Arcozelo Funchal - São Jorge Porches
Beja Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Braga Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Bragança  Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Charneca Caparica Lisboa - Olivais
Coimbra   Porto - Maria Missionária  

 

 


francisco-laudato-si-1.jpg




































f-nossa senhora auxiliadora.jpg


francisco ano laudato si.jpg

Texto da Encíclica Laudato Si' 

O Papa Francisco recorda 5 anos da Laudato Si':

ouvir o grito da Terra e dos pobres


«Exatamente no dia 24 de maio de 2015, o Pontífice assinava a Encíclica
“com a qual se buscou chamar a atenção para
o grito da Terra e dos pobres”.


Francisco mencionou a iniciativa de reflexão do Dicastério
para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral de
convocar o Ano “Laudato Si’”,
que se concluirá a 24 de maio de 2021.»

“Convido todas as pessoas de boa vontade
a aderirem para cuidar da nossa casa comum
e dos nossos irmãos e irmãs mais frágeis.”

Leia mais em:
https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2020-05/papa-francisco-recorda-cinco-anos-laudato-si-grito-terra-pobres.html


Oração dedicada a este Ano especial

O Papa Francisco afirma:

“Será belo rezá-la”. 

ORAÇÃO

Deus de amor,
Criador do céu e da terra e de tudo que eles contêm.
Abri as nossas mentes e tocai os nossos corações,
para que possamos atender ao vosso dom da criação.

Fazei-vos presente para os necessitados nestes tempos difíceis,
especialmente os mais pobres e os mais vulneráveis.

Ajudai-nos a demonstrar solidariedade criativa para abordar
as consequências desta pandemia global.

Tornai-nos corajosos para abraçar as mudanças que são necessárias
na busca pelo bem comum.

Que possamos sentir, agora mais do que nunca, que estamos todos interligados e interdependentes.

Fazei com que possamos escutar e atender
ao grito da terra e ao grito dos pobres.


Que estes sentimentos atuais sejam as dores de parto
para um mundo mais fraterno e sustentável.

Oremos sob o olhar amoroso de Maria, Auxílio dos Cristãos,
por Cristo Nosso Senhor.
Amém



O Papa Francisco recorda 5 anos da Laudato Si' - LEIA MAIS EM








francisco-urbi-et-orbi-2021.jpg















francisco-urbi-et-orbi-2-2021.jpg










jesus na cruz 2021.gif




Mensagem e Bênção "Urbi et Orbi"

Páscoa - 04 de abril de 2021 - Basílica de São Pedro


Após celebrar a Missa da Ressurreição no Altar da Cátedra da Basílica
de São Pedro,
o Papa Francisco dirigiu à Cidade e ao Mundo
a sua Mensagem de Páscoa.

MENSAGEM URBI ET ORBI 
DO SANTO PADRE


Queridos irmãos e irmãs, boa Páscoa! Boa, santa e serena Páscoa!
Hoje ressoa, em todas as partes do mundo, o anúncio da Igreja:
            «Jesus, o crucificado, ressuscitou,
                 como tinha dito. Aleluia
».

O anúncio de Páscoa não oferece uma miragem, não revela uma fórmula mágica, não indica uma via de fuga face à difícil situação que estamos a atravessar.
A pandemia está ainda em pleno desenvolvimento; a crise social e económica é muito pesada, especialmente para os mais pobres;
apesar disso – e é escandaloso –, não cessam os conflitos armados e reforçam-se os arsenais militares. Isto é o escândalo de hoje
[...]

As testemunhas referem um detalhe importante: Jesus ressuscitado traz impressas as chagas das mãos, dos pés e do peito. Estas chagas são a chancela perene do seu amor por nós.

Quem sofre uma provação dura, no corpo e no espírito, pode encontrar refúgio nestas chagas, receber através delas a graça da esperança que não dececiona.
Cristo ressuscitado é esperança para quantos ainda sofrem devido à pandemia,
para os doentes e para quem perdeu um ente querido. Que o Senhor lhes dê conforto, e apoie médicos e enfermeiros nas suas fadigas! […]

O Crucificado Ressuscitado é conforto para quantos perderam o trabalho
ou atravessam graves dificuldades económicas e carecem de adequada proteção social. […]

Jesus ressuscitado é esperança também para tantos jovens que foram forçados
a transcorrer longos períodos sem ir à escola ou à universidade e sem partilhar
o tempo com os amigos. Todos precisamos de viver relações humanas reais
e não apenas virtuais, sobretudo na idade em que se formam o caráter
e a personalidade.
Ouvimo-lo na passada sexta-feira durante a Via-Sacra das crianças. […]

No mundo, há ainda demasiadas guerras e violências!
O Senhor, que é a nossa paz, nos ajude a vencer a mentalidade da guerra. […]

No meio das múltiplas dificuldades que estamos a atravessar, nunca esqueçamos que fomos curados pelas chagas de Cristo (cf. 1 Ped 2, 24).

À luz do Ressuscitado, os nossos sofrimentos são transfigurados.
Onde havia morte, agora há vida; onde havia luto, agora há consolação.

                Ao abraçar a Cruz, Jesus deu sentido
                             aos nossos sofrimentos.

E, agora, rezemos para que os efeitos benéficos daquela cura se espalhem
por todo o mundo.
                           Boa, santa e serena Páscoa!

Fonte: A mensagem Urbi et Orbi do Papa Francisco - texto integral ...

 

francisco-4- recebe a cruz-2021.jpg



francisco-3-via-sacra-2021.jpg



francisco-2-via-sacra2021.jpg



francisco-1-via sacra 2021.jpg







Sexta-feira Santa

Via-Sacra 02 de abril de 2021 Papa Francisco


A oração do Papa Francisco na Via-Sacra
com e pelas crianças do mundo

A Via-Sacra de 2021 foi dedicada às crianças,
que foram as protagonistas nos textos e na presença na Praça São Pedro.

Vatican News

As crianças e suas cruzes estiveram no centro da Via-Sacra [texto]
presidida pelo Papa Francisco na noite desta Sexta-feira Santa,
realizada pelo segundo ano consecutivo na Praça São Pedro, devido à pandemia.

Os autores mirins dos textos foram os mesmos que carregaram a cruz
no cenário semideserto no Vaticano.

As 14 estações foram colocadas ao redor do obelisco e ao longo do caminho que leva ao adro da Basílica.
Tochas no chão traçaram o percurso, formando uma grande cruz luminosa.
A cada etapa do calvário, um desenho e uma oração, como esta:
"Jesus, ajudai-nos a não abandonar as nossas orações quando sentimos o nosso coração pesado
frente à pedra do vosso sepulcro".


Escoteiros, crismandos, crianças que vivem em “casas-família”
refletiram angústias, ansiedades, preocupações a cada estação.
Cenas corriqueiras da infância, como uma briga com a mãe, desentendimentos
na escola, uma lição de casa mal sucedida foram colocados no papel.

Também houve espaço para a chegada de um novo amigo migrante e a relação
com os próprios limites e o desafio do amadurecimento.

O dia a dia transformado pela pandemia e o luto foram externados.
As experiências negativas deram espaço à solidariedade, à inclusão,
à superação e à esperança.

Na oração final, o pedido dos adultos de que o Senhor “ajude-nos a nos tornar pequeninos, necessitados de tudo, abertos à vida”,
reconquistando a pureza do olhar e do coração.

“Pedimos que o Senhor abençoe e proteja todas as crianças do mundo,
para que possam crescer em idade, sabedoria e graça,
a fim de conhecerem e seguirem o projeto bom que o Senhor pensou
para cada uma delas.”


Ao final, o Pontífice saudou os pequenos, sendo rodeado por eles. 

Fonte: Vatican News - Português

 

francisco-missa crismal 2021.jpg







francisco1-missa crismal 2021.jpg



Quinta-feira Santa

Santa Missa do Crisma - Papa Francisco
01 de abril 2021

Basílica de São Pedro
- Santa Missa do Crisma celebrada pelo Papa Francisco


Homilia do Papa Francisco:

No Evangelho, vemos uma mudança de sentimentos nas pessoas
que estavam a escutar o Senhor.
É uma mudança dramática que nos mostra quão ligadas estão a perseguição
e a cruz ao anúncio do Evangelho.

A admiração suscitada pelas palavras repletas de graça que saíam da boca
de Jesus durou pouco no espírito do povo de Nazaré.
Uma frase que alguém murmurou em voz baixa: «Mas este, quem é?
O filho de José?» (cf. Lc 4, 22).
Aquela frase tornou-se insidiosamente «viral»:
«Mas, quem é este? Não é o filho de José?»

Leia mais...

Fonte: Vatican News - Português

 

francisco-ramos-2021.jpg


Domingo de Ramos na Paixão do Senhor
28 de março de 2021

Na Basílica de São Pedro, o Papa Francisco no Domingo de Ramos:

“No Crucificado, vemos Deus humilhado, o Onipotente reduzido
a um descartado. E, com a graça do assombro, compreendemos que,
acolhendo quem é descartado, aproximando-nos de quem é humilhado
pela vida, amamos Jesus, porque Ele está nos últimos, nos rejeitados”.

Jesus sobe à cruz para descer ao nosso sofrimento



Espanto e surpresa:
estas foram as palavras usadas pelo Papa Francisco para comentar
o Evangelho de hoje, que narra a entrada de Jesus em Jerusalém.

[A surpresa é diferente da admiração. A admiração pode ser mundana, porque procura os próprios gostos e anseios; a surpresa, pelo contrário, permanece aberta ao outro, à sua novidade.]

Todos os anos, disse, esta liturgia cria em nós uma atitude de espanto,
de surpresa:
“passamos da alegria de acolher Jesus, que entra em Jerusalém,
à tristeza de O ver condenado à morte e crucificado.

É uma atitude interior que nos acompanhará ao longo da Semana Santa.
Abramo-nos, pois, a esta surpresa”, exortou.

Isto surpreende, observou o Papa, “ver o Omnipotente reduzido a nada;
vê-Lo, a Ele Palavra que sabe tudo, ensinar-nos em silêncio na cátedra da cruz;
ver o Rei dos reis que, por trono, tem um patíbulo; ver o Deus do universo
despojado de tudo;
vê-Lo coroado de espinhos em vez de glória;
vê-Lo, a Ele bondade em pessoa, ser insultado e vexado”.

“Jesus sobe à cruz para descer ao nosso sofrimento. Prova os nossos piores estados de ânimo: o falimento, a rejeição geral, a traição do amigo
e até o abandono de Deus.
Experimenta na sua carne as nossas contradições mais dilacerantes
e, assim, as redime e transforma.
O seu amor aproxima-se das nossas fragilidades,
chega até onde mais nos envergonhamos.”
Agora sabemos que não estamos sozinhos, frisou o Santo Padre.

“Deus está conosco."

Fonte: Vatican News - Português

Na íntegra: Homilia do Papa Francisco no Domingo de Ramos
- Agência ECCLESIA





francisco-semana santa 2021.jpg


SEMANA SANTA 2021 - VATICANO CELEBRAÇÕES

CALENDÁRIO do Papa Francisco
LINK:

https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-03/as-celebracoes-de-francisco-na-semana-santa.html



A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos 

publicou
algumas recomendações dirigidas aos Bispos

 
para as celebrações da Semana Santa de 2021.


                                                      Página anterior 





Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.