Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Arcozelo Funchal - São Jorge Porches
Beja Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Braga Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Bragança  Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Charneca Caparica Lisboa - Olivais
Coimbra   Porto - Maria Missionária  

 

 


francisco-logo-o-video-do-papa


francisco-o-video-do-papa

“O Vídeo do Papa”, lançado em janeiro de 2016, é um projeto pioneiro da Rede Mundial de Oração do Papa – Apostolado da Oração, que tem como protagonista o próprio Papa, e marca uma nova era na comunicação das intenções mensais pelos desafios da humanidade.

A cada mês, Francisco apela à consciencialização e sensibilização para os desafios da Humanidade em geral, desafios que dizem respeito a todas as tradições religiosas e pessoas de boa vontade.»

«O Papa Francisco propõe cada mês um desafio que diz respeito a todos. As religiões, mais do que nunca, têm que mostrar que juntas podem mobilizar-se por desafios comuns ao serviço da paz, da fraternidade e da solidariedade»

Fonte – Apostolado da Oração

http://redemundialdeoracaodopapa.pt/rezar-com-o-papa/videos







Papa Francisco - intenções de oração para dezembro de 2022

 Página em construção      



Fonte: Vatican News







Papa Francisco - intenções de oração para novembro de 2022

 Página em construção 


Fonte: Vatican News - Português





Papa Francisco - intenções de oração para outubro de 2022

                 Página em construção   

                    

Fonte: Vatican News - Português



francisco-ora-9-2022.jpg



Papa Francisco - intenções de oração para setembro 2022

Pela abolição da pena de morte
      


"Cada dia mais pessoas em todo o mundo estão a dizer NÃO à pena de morte. Para a Igreja, isso é um sinal de esperança.
De um ponto de vista jurídico, [a pena de morte] já não é necessária. A sociedade pode reprimir eficazmente o crime sem privar definitivamente o infrator da possibilidade de redimir-se.

Sempre, em toda condenação, deve haver uma janela de esperança. Caso contrário, não tem sentido.
A pena de morte não oferece justiça às vítimas, mas encoraja a vingança. Uma condenação sem janela de esperança.
E evita qualquer possibilidade de se desfazer um possível erro judicial.

Por outro lado, moralmente a pena de morte é inadequada; ela destrói o dom mais importante que recebemos: a vida. Não esqueçamos que, até ao último momento, uma pessoa pode se converter e pode mudar.

E, à luz do Evangelho, a pena de morte é inadmissível. O mandamento
"não matarás" refere-se tanto ao inocente como ao culpado.

Apelo, pois, a todas as pessoas de boa vontade para que se mobilizem pela abolição da pena de morte em todo o mundo.

Rezemos para que a pena de morte, que atenta contra a inviolabilidade
e dignidade da pessoa humana, seja abolida nas leis de todos os países
do mundo."

Fonte: Vatican News - Português



francisco-ora-8-2022t.jpg


Papa Francisco - intenções de oração para agosto 2022                                
Pelos pequenos e médios empresários 

"Como consequência da pandemia e das guerras, o mundo enfrenta uma grave crise socioeconómica. Ainda não nos apercebemos disso!
E entre os mais prejudicados estão os pequenos e médios empresários.

Os do comércio, das oficinas, dos serviços de limpeza, dos transportes e tantos outros.
Os que não aparecem nas listas dos mais ricos e poderosos e que, apesar das dificuldades, criam empregos, mantendo a sua responsabilidade social.

Os que investem no bem comum em vez de esconderem o seu dinheiro em paraísos fiscais.
Todos eles dedicam uma enorme capacidade criativa a mudar as coisas a partir de baixo, de onde vem sempre a melhor criatividade.
E com coragem, esforço e sacrifício, investem na vida, gerando bem-estar,
oportunidades e trabalho.

Rezemos para que os pequenos e médios empresários, duramente atingidos pela crise económica e social, encontrem os meios necessários para continuar a sua atividade, ao serviço das comunidades em que vivem."



Fonte: Vatican News - Português



francisco-ora-7-2022.jpg


Papa Francisco - intenções de oração para julho de 2022

                                    PELOS IDOSOS


Não podemos falar da família sem falar da importância que os idosos têm entre nós.

Nunca fomos tão numerosos na história da humanidade, mas não sabemos como viver esta nova etapa da vida: para a velhice há muitos planos de assistência,
mas poucos projetos de vida.

Os mais velhos têm frequentemente uma sensibilidade especial para o cuidado,
para a reflexão e o afeto. Somos, ou podemos tornar-nos, mestres da ternura.
E quanto!

Precisamos, neste mundo habituado à guerra, de uma verdadeira revolução
da ternura.

Temos aqui uma grande responsabilidade para com as novas gerações.

Lembremo-nos: os avós e os idosos são o pão que alimenta as nossas vidas, são a sabedoria oculta de um povo, e é por isso que devem ser celebrados, e estabeleci um dia dedicado a eles.

Rezemos pelos idosos, para que se tornem mestres da ternura, para que a sua experiência e sabedoria ajudem os mais jovens a olhar para o futuro com esperança e responsabilidade.


Fonte: Vatican News - Português



francisco-ora-6-2022.jpg


Papa Francisco - intenções de oração para junho de 2022

PELAS FAMÍLIAS



A família é o lugar onde aprendemos a viver juntos, a conviver com os mais novos
e os mais velhos. E ao estarmos unidos, jovens, idosos, adultos, crianças,
ao estarmos unidos nas diferenças, evangelizamos com o nosso exemplo de vida.

É claro que não existe a família perfeita. Há sempre um "mas".
Mas tudo bem. Não devemos ter medo dos erros; devemos aprender com eles para podermos avançar.

Não esqueçamos que Deus está connosco: na família, no bairro, na cidade onde vivemos, Ele está connosco.

E Ele preocupa-se connosco, está sempre connosco no vaivém do barco agitado pelo mar: quando discutimos, quando sofremos, quando estamos felizes, o Senhor está lá e acompanha-nos, ajuda-nos, corrige-nos.

O amor na família é um caminho pessoal de santidade para cada um de nós.

Foi por isso que o escolhi como tema para o Encontro Mundial das Famílias deste mês.

Rezemos pelas famílias cristãs de todo o mundo, por cada uma e por todas as famílias para que, com gestos concretos, vivam a gratuidade do amor e a santidade na vida quotidiana..

Fonte: Vatican News - Português




francisco-ora-5-2022.jpg



Papa Francisco - intenções de oração para maio de 2022

PELA FÉ DOS JOVENS


Ao falar sobre a família, quero começar por me dirigir primeiro aos jovens.

Quando penso num modelo com o qual vocês, jovens, possais identificar-vos,
vem-me sempre à mente a nossa Mãe, Maria. A sua coragem, a sua escuta
e a sua dedicação ao serviço.

Ela foi corajosa e determinada em dizer “sim” ao Senhor.

Vocês, os jovens que querem construir algo novo, um mundo melhor, sigam o seu exemplo, arrisquem-se.

Não se esqueçam que para seguir Maria precisam discernir e descobrir o que Jesus quer de vocês, e não o que vocês pensam que podem fazer.

E neste discernimento é muito útil escutar as palavras dos avós.

Nas palavras dos avós, encontrarão uma sabedoria que vos levará para além das questões do momento.

Eles irão dar a vocês uma visão geral das vossas preocupações.

Rezemos, irmãs e irmãos, para que os jovens, chamados a uma vida plena, descubram em Maria o estilo de escuta, a profundidade
do discernimento, a coragem da fé e a dedicação ao serviço.

Fonte: Vatican News - Português





francisco-ora-4-2022.jpg


Papa Francisco - intenções de oração para abril de 2022

PELOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE



Rezemos este mês pelos profissionais de saúde.

A pandemia, mostrou-nos a entrega, a generosidade dos profissionais de saúde, voluntários, agentes de saúde, sacerdotes, religiosos e religiosas.

Mas esta pandemia também deixou claro que nem todos têm acesso a um bom sistema público de saúde.
Os países mais pobres, os países mais vulneráveis não podem ter acesso aos tratamentos necessários para tratar tantas doenças que as pessoas continuam a sofrer.
Isso deve-se com frequência à má gestão dos recursos e à falta de um compromisso político sério.
É por isso que quero pedir aos governos de todos os países do mundo que não esqueçam que um bom serviço de saúde, acessível a todos, é uma prioridade.

Mas também quero lembrar que o serviço de saúde não é apenas uma organização, mas que aí estão homens e mulheres que dedicam a sua vida a cuidar da saúde do outro. E que deram a vida durante esta pandemia para ajudar tantos doentes a recuperar-se.

Rezemos para que o compromisso dos profissionais de saúde em cuidar dos doentes e idosos, especialmente nos países mais pobres, seja apoiado pelos governos e comunidades locais.


Fonte: Vatican News - Português




francisco-ora-03-2022.jpg


Papa Francisco - intenções de oração para março de 2022

POR UMA RESPOSTA CRISTÃ
AOS DESAFIOS DA BIOÉTICA



Rezemos para que possamos dar uma resposta cristã aos desafios da bioética.

Evidentemente a ciência progrediu, e hoje a bioética nos apresenta uma série
de problemas aos quais temos que responder, não esconder a cabeça como
a avestruz.
As aplicações biotecnológicas devem ser sempre utilizadas com base no respeito pela dignidade humana.

Por exemplo, os embriões humanos não podem ser tratados como material descartável, de descarte. Eles também entram nesta cultura do descarte, mas não, não pode ser, alargando assim essa cultura que causa tanto dano.

Ou deixar que os interesses econômicos condicionem a investigação biomédica.

Temos que entender as profundas mudanças que estão a acontecer com um discernimento ainda mais profundo, ainda mais subtil.

Não se trata de travar o progresso tecnológico. Não, é preciso acompanhá-lo. Trata-se de proteger quer a dignidade humana, quer o progresso. Ou seja, não podemos pagar o preço da dignidade humana com o progresso, não. Ambos caminham juntos e harmonicamente juntos.

Diante dos novos desafios apresentados pela bioética, rezemos para que os cristãos, por meio da sua oração e da sua ação social, promovam a defesa da vida.

Fonte: Vatican News - Português



francisco-ora-02-2022.jpg


Papa Francisco - intenções de oração para fevereiro de 2022

PELAS RELIGIOSAS E CONSAGRADAS



Este mês, rezaremos de maneira especial pelas mulheres religiosas
e as mulheres consagradas.

O que seria da Igreja sem as religiosas e as leigas consagradas? Não se pode compreender a Igreja sem elas.

Encorajo todas as consagradas a discernir e a escolher o que convém para a sua missão diante dos desafios do mundo em que vivemos.

Exorto-as a continuar trabalhando especialmente junto dos pobres,
dos marginalizados, de todos os que estão escravizados pelos traficantes;
peço-vos especificamente que atuem sobre estes problemas.

E rezemos para que mostrem a beleza do amor e da compaixão de Deus como catequistas, teólogas, acompanhantes espirituais.

Convido-as a lutar quando, em alguns casos, são tratadas injustamente, mesmo dentro da Igreja; quando o seu serviço, que é tão grande, é reduzido à servidão.
E às vezes por homens da Igreja.

Não desanimem. Continuem dando a conhecer a bondade de Deus através
das obras apostólicas que fazem. Mas sobretudo, através do testemunho da consagração.

Rezemos pelas mulheres religiosas e consagradas, agradecendo-lhes a sua missão e a sua coragem, para que continuem a encontrar novas respostas aos desafios do nosso tempo.

Obrigado por quem são, pelo que fazem e pelo modo como o fazem.

Fonte: Vatican News - Português







francisco-ora-01-2022-.jpg


Papa Francisco - intenções de oração para janeiro de 2022

DISCRIMINAÇÃO E PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA         



Como é possível que hoje muitas minorias religiosas sofram discriminação
ou perseguição?

Como permitimos que nesta sociedade altamente civilizada existam pessoas
que são perseguidas simplesmente por professar publicamente sua fé?
Isso não só é inaceitável, é desumano, é insano.

A liberdade religiosa não se limita à liberdade de culto, ou seja, a que se possa
ter um culto no dia prescrito pelos seus livros sagrados. Mas nos faz valorizar
os outros em suas diferenças e reconhecê-los como verdadeiros irmãos.

Como seres humanos, temos tantas coisas em comum que podemos conviver acolhendo as diferenças com a alegria de ser irmãos.

E que uma pequena diferença, ou uma diferença substancial como a religiosa,
não obscureça a grande unidade de ser irmãos.

Vamos escolher o caminho da fraternidade. Porque ou somos irmãos, ou todos perdemos.

Rezemos para que as pessoas que sofrem discriminação e perseguição religiosa encontrem nas sociedades em que vivem o reconhecimento
e a dignidade que nasce de ser irmãos e irmãs.

Fonte: Vatican News - Português


                                                                            Página anterior 





Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.