Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Fratel Porto - Maria Missionária
Arcozelo Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Beja Funchal - São Jorge Porches
Braga Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Bragança  Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Charneca Caparica Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Coimbra   Lisboa - Olivais  

 

 


construir-o-mundo-justo

Notícias do Mundo


A Forma Justa

Sei que seria possível construir o mundo justo 
As cidades poderiam ser claras e lavadas 
Pelo canto dos espaços e das fontes 
O céu o mar e a terra estão prontos 
A saciar a nossa fome do terrestre 
A terra onde estamos — se ninguém atraiçoasse — proporia 
Cada dia a cada um a liberdade e o reino

[...] 

Sophia de Mello Breyner Andresen, in "O Nome das Coisas"



familia-numerosa





























maria-em-casa-de-isabel





MENSAGEM DE SUA SANTIDADE PAPA FRANCISCO
PARA O XLIX DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS


17 de Maio de 2015 - Domingo da Ascensão

francisco-comunicacao-social


«O tema da
família encontra-se no centro duma profunda reflexão eclesial
e dum processo sinodal que prevê dois Sínodos, um extraordinário – acabado de celebrar – e outro ordinário, convocado para o próximo mês de Outubro.

Neste contexto, considerei oportuno que o tema do próximo Dia Mundial das Comunicações Sociais tivesse como ponto de referência a família.»

Papa Francisco




Podemos deixar-nos inspirar pelo ícone evangélico
da visita de Maria a Isabel.


(Lc 1, 39-56).

«Quando Isabel ouviu a saudação de
Maria,
o menino saltou-lhe de alegria no seio
e
Isabel ficou cheia do Espírito Santo.

Então, erguendo a voz, (Isabel) exclamou:
“Bendita és tu entre as mulheres
e bendito é o fruto do teu ventre”»


(vv. 41-42).
[...]





francisco-com-uma-familia

bullet4 «A família é o primeiro lugar onde
           aprendemos a comunicar.


► O ventre que nos abriga é a primeira «escola» de comunicação, feita de escuta   e contacto corporal, onde começamos a familiarizar-nos com o mundo exterior   num ambiente protegido e ao som tranquilizador do pulsar do coração da mãe.

► Mesmo depois de termos chegado ao mundo, em certo sentido permanecemos num «ventre», que é a família. Um ventre feito de pessoas diferentes, interrelacionando-se: a família é o espaço onde se aprende a conviver na diferença.

► Na família, é sobretudo a capacidade de se abraçar, apoiar, acompanhar, decifrar olhares e silêncios, rir e chorar juntos, entre pessoas que não se escolheram e todavia são tão importantes uma para a outra… é sobretudo esta capacidade que nos faz compreender o que é verdadeiramente a comunicação.

► Uma criança que aprende, em família, a ouvir os outros, a falar de modo respeitoso, expressando o seu ponto de vista sem negar o dos outros, será um construtor de diálogo e reconciliação na sociedade.

► Num mundo onde frequentemente se amaldiçoa, insulta, semeia discórdia,
polui com as murmurações o nosso ambiente humano,
a família pode ser uma escola de comunicação feita de bênção.

► Abençoar em vez de amaldiçoar, visitar em vez de repelir, acolher em vez de combater é a única forma de quebrar a espiral do mal, para testemunhar
que o bem é sempre possível.

► Não lutemos para defender o passado, mas trabalhemos com paciência e confiança, em todos os ambientes onde diariamente nos encontramos, para construir o futuro.»

Vaticano, 23 de Janeiro – Vigília da Festa de São Francisco de Sales – de 2015.

Francisco PP.






Comentário sobre a Mensagem do Papa Francisco
para o 49.º Dia Mundial das Comunicações Sociais 2015







sao-jose-operario














Dia do Trabalhador - 1.º de Maio de 2015


Em 1889 foi criada, pela Internacional Socialista,
a “Festa do Trabalho".

Na Europa é celebrada no dia 1.º de Maio.
Em Portugal, os trabalhadores assinalaram o 1.º de Maio logo em 1890,
o primeiro ano da sua realização internacional.

Em 1955, Pio XII instituiu a festa de São José Operário, colocando-a nesse dia com o objetivo de lhe imprimir uma dimensão cristã.
 
A Igreja tem a convicção de que os trabalhadores
podem descobrir a dignidade
do trabalho através da vida do humilde trabalhador de Nazaré
e receber dele a proteção de que precisam
com a sua intercessão junto de Deus.



São José, operário

Evangelho: Mateus 13, 54-58

Naquele tempo, Jesus foi à sua terra, ensinava os habitantes na sinagoga deles,
de modo que todos se enchiam de assombro e diziam:

«De onde lhe vem esta sabedoria e o poder de fazer milagres? 

Não é Ele o filho do carpinteiro? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? Suas irmãs não estão todas entre nós?

De onde lhe vem, pois, tudo isto?» E estavam escandalizados por causa dele.
Mas Jesus disse-lhes:
«Um profeta só é desprezado na sua pátria e em sua casa.»
 

E não fez ali muitos milagres, por causa da falta de fé daquela gente.



expo-milao-2015













francisco-expo




Expo Internacional de Milão - 2015.


expo-internacional-de-milao


Tema oficial:Nutrir o planeta, energia para a vida

Objetivo: compartilhar ideias e soluções sobre alimentos,
estimulando cada país a
promover a inovação para um futuro sustentável.

A feira está aberta desde o
1.º de maio até 31 de outubro,
diariamente das 10:00 às 23:00 horas.




A Mensagem do Papa Francisco

por ocasião da Inauguração da Expo de Milão
foi transmitida em vídeo. 


Sexta-feira, 1º de Maio de 2015


Prezados irmãos e irmãs, bom dia!

Estou grato pela possibilidade de unir a minha voz à de quantos estão reunidos
para esta inauguração.

É a voz do Bispo de Roma, que fala em nome do povo de Deus peregrino no mundo inteiro; é a voz de tantos pobres que fazem parte deste povo e, com dignidade, procuram ganhar o pão com o suor do próprio rosto.

Gostaria de me fazer porta-voz de todos estes nossos irmãos e irmãs, cristãos e também não cristãos, que Deus ama como filhos e pelos quais entregou a própria vida, partindo o pão que é a carne do seu Filho feito homem.

Ele ensinou-nos a pedir a Deus Pai: «O pão nosso de cada dia nos dai hoje».

A Expo é uma ocasião propícia para globalizar a solidariedade.
Procuremos evitar desperdiçá-la, mas valorizá-la plenamente!

[...]

Que o Senhor nos ajude a aproveitar com responsabilidade esta grande ocasião. Ele, que é Amor, nos conceda a verdadeira «energia para a vida»: o amor para compartilhar o pão, o «pão nosso de cada dia», em paz e fraternidade.
E que não faltem o pão nem a dignidade do trabalho para cada homem e mulher.

Obrigado! (Papa Francisco)



Vaticano:
Videomessaggio in occasione dell'inaugurazione di Expo Milano 2015

[Francese - Italiano - Português - Spagnolo - Tedesco]


francisco-microfone












chaby





















Mediterrâneo: Igreja Católica convida portugueses 
a «manifestação de indignação
»

mediterraneo2

A Igreja Católica em Portugal promoveu, a 26 abril de 2015,
uma manifestação de
“indignação” face às tragédias que vitimaram
mais de 1500 pessoas este ano, na travessia do Mediterrâneo.


O papa Francisco voltou a pedir: “Apelo à comunidade internacional
para que atue com decisão e rapidez, com o objetivo de evitar que esse tipo
de tragédia volte a ocorrer”. 
“São homens e mulheres como nós, irmãos que procuram uma vida melhor.
Têm fome, são perseguidos, estão feridos, são explorados e são vítimas
de guerras que buscam uma vida melhor, a felicidade”.

A iniciativa ‘Somos todos pessoas’ foi proposta por várias organizações católicas, com o apoio da Conferência Episcopal Portuguesa, e deixou o convite para que todos usassem uma peça de roupa branca ou colocassem nas suas janelas um pano branco, como sinal de protesto e de luto.

Os católicos foram ainda convidados a um momento de “oração ou um minuto
de silêncio”,
unindo-se “aos milhares de pessoas que se sentem solidárias com todos os que buscam uma vida melhor para si e para as suas famílias e partem diariamente das suas terras na procura legítima de melhores condições de vida”.

Este ano 2015, mais de 1500 pessoas já morreram no Mar Mediterrâneo, um número 50 vezes superior ao de 2014, com destaque para o naufrágio que vitimou cerca de 800 pessoas no último domingo, 19 de Abril.

Através da minha rede de contactos, procurei divulgar esta mensagem.
Em Chaby Pinheiro, à porta da nossa capela, também coloquei a mensagem
em A3. O resultado, na nossa rua, foi o seguinte:


mediterraneo1


Maria Rosária Nunes, fmm

Maria Armanda Lopes, fmm

























Padre Duarte da Cunha


A 9 de Abril de 2015, no Colégio de São Tomás, nas Conchas, Lumiar, às 21h00,
foi apresentado o livro
"Só o Amor gera Vida",
da autoria do Padre Duarte da Cunha.







O Padre Duarte Nuno Queiroz de Barros da Cunha é Secretário-Geral do CCEE (Confederação de Conferências Episcopais da Europa),
confirmado para um mandato de 5 anos.

A eleição decorreu de 3 a 6 de Outubro no âmbito da assembleia plenária anual da CCEE, em Bratislava, na Eslováquia.
Em 2008, na sua primeira eleição, em Budapeste, Duarte da Cunha sucedeu ao Padre Aldo Giordano.  

Duarte da Cunha nasceu a 1 de junho de 1968. Foi ordenado presbítero em 1993.
É um sacerdote do Patriarcado de Lisboa.

Após a licenciatura em Teologia, na Universidade Católica Portuguesa,
fez o doutoramento na Pontifícia Universidade Gregoriana
sobre
“A amizade na obra de São Tomás de Aquino”.

 




David Cameron, primeiro-ministro
do Reino Unido







Mensagem de Páscoa do 1.º ministro britânico - 05.04.2015



"O Estado é laico, mas a sociedade não."



Manuel Cândido Pinto de Oliveira


Manoel Cândido Pinto de Oliveira nasceu no Porto, a 12 de Dezembro de 1908, numa família da burguesia industrial.

Graças ao seu pai, que o levava a ver fitas de Charles Chaplin e Max Linder, despertando-lhe o interesse para a sétima arte, Manoel interessou-se desde muito novo pelo cinema.

Com vinte anos, inscreveu-se na Escola de Atores de Cinema.

Manoel Cândido Pinto de Oliveira foi um cineasta português e, à data da sua morte, era o mais velho realizador do mundo em atividade. 

Foi autor de trinta e duas longas-metragens.


Faleceu a 2 de Abril de 2015 com 106 anos.





francisco-paloma







Dia Mundial da Paz

01 de Janeiro de 2015

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO



JÁ NÃO ESCRAVOS, MAS IRMÃOS

À escuta do projecto de Deus para a humanidade [...]

As múltiplas faces da escravatura, ontem e hoje [...]

Algumas causas profundas da escravatura [...]

Um compromisso comum para vencer a escravatura [...]

Globalizar a fraternidade, não a escravidão nem a indiferença [...]



paz



Sabemos que Deus perguntará a cada um de nós: Que fizeste do teu irmão? (cf. Gen 4, 9-10).

A globalização da indiferença, que hoje pesa sobre a vida de tantas irmãs
e de tantos irmãos, requer de todos nós que nos façamos artífices duma globalização da solidariedade e da fraternidade

que possa devolver-lhes a esperança e levá-los a retomar, com coragem, o caminho através dos problemas do nosso tempo e as novas perspectivas que este traz consigo e que Deus coloca nas nossas mãos.

Vaticano, 8 de Dezembro de 2014.

FRANCISCUS



porta-de-brandeburgo-berlim


festa-queda-muro-berlim


balões


mikhail-gorbachev-e-joão-paulo-ii

«Nada de quanto sucedeu na Europa de Leste poderia ter acontecido sem este papa» - afirma Mikhail Gorbachev

crianças



9 de novembro de 2014 - domingo

Ao longo da celebração dos 25 anos da queda do Muro de Berlim, participaram
mais de dois milhões de pessoas, da Alemanha e de diferentes países.

"A queda do Muro mostrou-nos que os sonhos podem tornar-se realidade",
afirmou a chanceler federal alemã, Angela Merkel.

"E queremos compartilhar esta experiência com os nossos parceiros em todo o mundo".

"Podemos mudar as coisas para melhor, essa é a mensagem do Muro de Berlim", completou Merkel..



O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player



Flores e balões luminosos expressaram a alegria de todos os que sonham e se empenham na construção de um Mundo Novo, feito de Justiça, Liberdade e Paz.


Também marcaram presença

tres-liderso ex-presidente soviético,
Mikhail Gorbachov e Lech Walesa,
ex-líder sindical polonês .

Ambos, com Angela Merkel, cruzaram, nesta segunda-feira,
o posto de controle simbólico
do Muro de Berlim,
aberto pela primeira vez
há 20 anos.






queda-muro-berlim


muro-de-berlim


construir-muro-berlim


Queda do Muro de Berlim (1989)

e reunificação alemã





Construção e Queda do Muro de Berlim








Página seguinte                                                                    Página anterior
                   
                             

Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.