Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Fratel Porto - Maria Missionária
Arcozelo Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Beja Funchal - São Jorge Porches
Braga Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Bragança  Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Charneca Caparica Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Coimbra   Lisboa - Olivais  

 

 


amar-construir-o-mundo



Notícias do Mundo


Diz-nos Jesus:

«Assim como o Pai me tem amor, assim Eu vos amo a vós.
É este o meu mandamento:
que vos ameis uns aos outros como Eu vos amei.
Ninguém tem mais amor do que quem dá a vida pelos seus amigos.»

João 15, 9.12-13

 "Vivemos no mundo quando o amamos"

Tagore







francisco-mensagem-urbi-et-orbi






francisco-presepio-praca-s-pedro




NATAL - Sexta-feira, 25 de Dezembro de 2015


MENSAGEM URBI ET ORBI DO PAPA FRANCISCO

[
DE - EN - ES - FR - IT - Português]

Queridos irmãos e irmãs, feliz Natal!

Cristo nasceu para nós, exultemos no dia da nossa salvação!

(…) Onde nasce Deus, nasce a esperança: Ele traz a esperança.
Onde nasce Deus, nasce a paz.
E, onde nasce a paz, já não há lugar para o ódio e a guerra.

(…) Onde nasce Deus, nasce a esperança;
e, onde nasce a esperança, as pessoas reencontram a dignidade.
E, todavia, ainda hoje há multidões de homens e mulheres que estão privados
da sua dignidade humana e, como o Menino Jesus, sofrem o frio, a pobreza
e a rejeição dos homens.

Chegue hoje a nossa solidariedade aos mais indefesos,
sobretudo às crianças-soldado, às mulheres que sofrem violência,
às vítimas do tráfico de seres humanos e do narcotráfico.

(…) Onde nasce Deus, floresce a misericórdia.
Esta é o presente mais precioso que Deus nos dá,
especialmente neste ano jubilar em que somos chamados a descobrir
a ternura que o nosso Pai celeste tem por cada um de nós.


O Senhor conceda, particularmente aos encarcerados,
experimentar o seu amor misericordioso que cura as feridas
e vence o mal.


E assim hoje, juntos, exultemos no dia da nossa salvação.
Ao contemplar o presépio, fixemos o olhar nos braços abertos de Jesus,
que nos mostram o abraço misericordioso de Deus,

enquanto ouvimos as primeiras expressões do Menino que nos sussurra:
«Por amor dos meus irmãos e amigos, proclamarei:
“A paz esteja contigo”»!

(Sal 122/121, 8).


francisco-bencao-urbi-et-orbi


Natal do Senhor

"Bênção Urbi et Orbi"
- ("à cidade de Roma e ao mundo") 



natal-no-mundo


NATAL 2015 - Glória in excelsis Deo!




Gloria in excelsis Deo!

1.
Cantava em nossas campinas / Esta noite um Querubim
E com vozes argentinas / Tornavam-lhe outros assim:

Glória in excelsis Deo! / Glória in excelsis Deo!

2. Ah! vinde todos à porfia / Cantar um hino de louvor,
Hino de paz e de alegria, / Que os Anjos cantam ao Senhor:

3. Naquela noite venturosa, / Em que nasceu o Salvador,
Os Anjos com voz harmoniosa / Deram no Céu este clamor:

Glória in excelsis Deo! / Glória in excelsis Deo!



fuga-para-o-egito




refugiados





Salve Maria para os Refugiados - NATAL 2015


Coro e orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian

Publicado a 25/12/2015

"Desperto quando os muros são de medo
E o meu sangue se arrima ao mar 
O sangue que manchou o oceano
Sombras de guerra que nunca irão matar
A forte natureza dos meus sonhos
Salve Maria, lágrimas sem fim (...)"



'Salve Maria para os Refugiados 
Uma canção que procura sensibilizar a sociedade no apoio aos Refugiados'

"No momento em que enfrentamos a dramática crise dos refugiados na Europa,
a arte inspira-se nos valores humanitários.

Esta canção procura sensibilizar a sociedade no apoio aos Refugiados.
Partindo de uma
ideia musical de João Gil, em associação com a TVI e a Plataforma de Apoio aos Refugiados, o Coro e a Orquestra Gulbenkian, dirigidos por Joana Carneiro e tendo como solista Manuel Rebelo,
juntaram as suas vozes e instrumentos a esta causa
e gravaram o hino Salve Maria." 





cop21-acordo-global





cop21-acordo


COP21

Histórico. Acordo mundial para salvar a Terra

12 DE DEZEMBRO DE 2015

cop21-banner
HLINE

«Políticos assumem, pela primeira vez, compromisso para adotar medidas que conduzam a uma economia de baixo carbono.

Foi um momento histórico. Ontem, às 19.27 em Paris (18.27 em Lisboa),
os responsáveis dos 195 países reunidos na cimeira do clima concordaram
reduzir as emissões de gases com efeitos estufa.

Após duas semanas de negociações e do adiamento do encerramento,
marcado para sexta-feira, os políticos chegaram a consenso, assumindo
um compromisso ambicioso:
limitar a subida da temperatura a 1,5 graus,
em relação à era pré-industrial.


barrinha-flor

O Acordo de Paris envolve, pela primeira vez, todos os países do mundo
na luta contra as alterações climáticas e o aquecimento global.
No compromisso, juridicamente vinculativo,
comprometem-se
a reduzir significativamente o uso de combustíveis fósseis
para apostar nas energias renováveis.»



cop21-acordo-celebrado


«Com esta aprovação, encerram-se seis anos de trabalhos que começaram
na cimeira do clima de Durban (2011), na África do Sul»
.

Fonte DN - Sociedade

Clima - Estes são os principais pontos do acordo COP21 ...



cop21-paises



COP21: apresentado projeto de acordo sobre o Clima

 09 de dezembro de 2015

Arrancou esta quarta-feira o "sprint" final da conferência
sobre o Clima, em Paris, com a submissão do projeto de acordo
aos 195 países presentes.





 



sao-francisco-e-santa-clara-de-assis



São Francisco de Assis

04 de Outubro de 2015


oracao-de-sao-francisco-de-assis

 




francisco-o-cuidado-da-casa-comum

Louvado sejas, meu Senhor



laudato-si-title


«LAUDATO SI’,
mi’ Signore – Louvado sejas, meu Senhor»


Encíclica do Papa Francisco - SOBRE O CUIDADO DA CASA COMUM


Publicada a 18 de junho de 2015







Texto na íntegra: Português

Arabo - Francese - Inglese - Italiano - Polacco - Spagnolo - Tedesco ]




francisco-ecologia











Leonardo Boff: o papa Francisco e o meio ambiente




 





santo-antonio































p-mario-silva-ofm



















santo-antonio-marchas


Santo António de Lisboa

13 de Junho de 2015

Santo António de Lisboa, também conhecido como Santo António de Pádua, nasceu em Lisboa, capital portuguesa, por 1190.

Foi batizado com o nome de Fernando Martins de Bulhões.
Frequentou a escola da Sé.

Aos 20 anos professou nos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho,
no Mosteiro de São Vicente de Fora, em Lisboa.
Passou depois para Coimbra, para o Mosteiro de Santa Cruz,
também da Ordem de Santo Agostinho.
Aqui prosseguiu os estudos de filosofia e teologia
e foi ordenado sacerdote.

Ficou impressionado pelo viver dos Frades Menores,
que haviam chegado a Coimbra em 1217,
e mais ainda pelo testemunho dos primeiros missionários franciscanos, que em 1219 passaram a caminho de Marrocos.

Em 1220 vieram ter ao mosteiro de Santa Cruz precisamente os restos mortais dos que, uns meses antes, por ali haviam passado
e em Marrocos tinham sido martirizados.

Desejando continuar a missão daqueles mártires, Fernando de Bulhões pediu
para entrar na
Ordem dos Frades Menores, e entrou, em 1220,
tomando o nome de
frei António. É o primeiro franciscano português.

Ainda em 1220 partiu para Marrocos.
A falta de saúde obrigou-o a regressar.
Na viagem de regresso, em 1221, a força dos ventos levou o barco para Itália,
onde começou a vida que o tornou bem conhecido.

Ainda em 1221, António encontra-se com Francisco em Assis,
no Capítulo Geral. Era o único estrangeiro.

A seguir, vive recolhido no eremitério de Monte Paolo, durante cerca de um ano. Nada revelando das suas capacidades, ninguém imaginava o seu grau de sabedoria.
Foi o Espírito que a quis oportunamente revelar, numa ordenação sacerdotal,
na qual ele foi chamado a pregar.

Francisco, impressionado com a sua humildade, pediu-lhe para ensinar teologia
aos Frades.
Em 1222 António inicia a sua vida apostólica e começa a ensinar teologia aos Frades, em Bolonha.
É o primeiro Mestre dos Frades, nomeado por Francisco.

Francisco morreu em 1226.
António continua a sua vida apostólica, por toda a Itália e no sul de França.
Chegou a ser Ministro Provincial.


Em 1228 pregou perante o Papa Gregório IX, que o considerou
«Arca do Testamento».


Do ensino aos Frades e da sua pregação resultou a obra que deixou,
os Sermões, obra na qual reflete alto grau de sabedoria,
de espiritualidade, de ciência bíblica e teológica,
que já tinha adquirido em Portugal.

António faleceu a 13 de junho de 1231, em Arcellla, perto de Pádua.
O seu corpo foi transferido para a igreja de Santa Maria de Pádua.


Começou a circular a fama dos seus milagres.
Foi canonizado pelo Papa Gregório IX em 1232.
Em 1263 São Boaventura, Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores,
procedeu à trasladação do seu corpo para a Basílica de Santo António, em Pádua.

Encontrava-se incorrupta a língua de Santo António,
assim como outras partes do seu corpo.
Em 1981 fez-se reconhecimento dos seus restos mortais
e verificou-se que ainda se conservavam incorruptas
as cartilagens do seu aparelho fonador.
É o santo mais popular no mundo inteiro.

Artigo - P. Mário Silva, ofm



barra-tau-franciscano


Santo António é o santo mais popular no mundo inteiro

«A vida de um (Santo), de um poeta é como uma flauta
na qual Deus entoa sempre melodias novas.»
(Tagore)

Em Portugal, sobretudo em Lisboa, Santo António é honrado
com mutos festejos de rua.

Entre eles destacam-se «as marchas populares»».

Também se tornaram conhecidos os «casamentos de Santo António».



 

espirito-de-deus

"Vem, ó Santo Espírito, vem, Amor ardente
, acende na terra Tua luz fulgente."



Domingo de Pentecostes

24 de Maio de 2015

«Sem o Espírito Santo, Deus fica longe;
Cristo permanece no passado;
o Evangelho é letra morta;
a Igreja é uma simples organização;
a autoridade é um poder;
a missão é propaganda;
o culto, uma velharia;
e o agir moral, um agir de escravos.

Mas, no Espírito, o cosmos é enobrecido pela geração do Reino;
Cristo ressuscitado torna-Se presente;
o Evangelho faz-se poder e vida;
a lgreja realiza a comunhão trinitária;
a autoridade transforma-se em serviço;
a liturgia é memorial e antecipação;
o agir humano é deificado».

(Atenágoras)



francisco-ave-maria











entronizacao-aparecida-em-fatima














fatimamaio2015







FÁTIMA, Terra de Fé e Altar do Mundo


13 de Maio de 2015



O PAPA FRANCISCO UNIDO A FÁTIMA






ENTRONIZAÇÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA
EM FÁTIMA







FÁTIMA - PEREGRINAÇÃO INTERNACIONAL








Página seguinte                                                      Página anterior


                                                 

Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.