Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Fratel Porto - Maria Missionária
Arcozelo Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Beja Funchal - São Jorge Porches
Braga Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Bragança  Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Charneca Caparica Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Coimbra   Lisboa - Olivais  

 

 


cristo-luz-do-mundo



Notícias do Mundo


cristo-luz


«Vós sois a luz do mundo.»
(Mateus 5, 14)














francisco-na-porciuncula1




francisco-na-porciuncula2



francisco-medita-assis



Visita do Papa Francisco à Porciúncula
por ocasião dos 800 anos do Perdão de Assis
04 de agosto de 2016












MEDITAÇÃO DO SANTO PADRE - Português


Gostava hoje de começar, queridos irmãos e irmãs, por lembrar as palavras que, segundo uma antiga tradição, São Francisco pronunciou aqui mesmo,
perante todo o povo e os bispos:

«Quero mandar-vos todos para o paraíso».

Que poderia o Pobrezinho de Assis pedir de mais belo do que o dom da salvação, da vida eterna com Deus e da alegria sem fim,
que Jesus nos conquistou com a sua morte e ressurreição?
(...)

A via mestra a seguir para alcançar o tal lugar no Paraíso é, sem dúvida,
a estrada do perdão. É difícil perdoar… Quanto nos custa perdoar aos outros! Pensemos um pouco nisto.

E aqui, na Porciúncula, tudo fala de perdão. Que grande prenda nos deu o Senhor ao ensinar-nos a perdoar – ou, pelo menos, a ter o desejo de perdoar –, para tocar quase sensivelmente a misericórdia do Pai! Ouvimos a parábola com que Jesus nos ensina a perdoar (cf. Mt 18, 21-35). 

(...) o perdão, de que São Francisco se fez «canal» aqui na Porciúncula,
continua ainda a «gerar paraíso» depois de oito séculos.

Neste Ano Santo da Misericórdia,
torna-se ainda mais evidente como a estrada do perdão
pode, verdadeiramente, renovar a Igreja e o mundo.





porciuncula1

porciuncula2

porciuncula3


sao-francisco_assis

Nossa Senhora dos Anjos da Porciúncula

02 de agosto

Os biógrafos de S. Francisco de Assis, nomeadamente Celano
e São Boaventura, referem a especial devoção que Francisco
consagrava à Virgem Santíssima
e à ermida de Santa Maria dos Anjos da Porciúncula
.

Santa Maria dos Anjos da Porciúncula era uma capelinha que pertencia aos beneditinos. Francisco pediu-lhes licença para a poder restaurar.
Eles não só concederam essa licença mas ofereceram-na a Francisco.
Recebida dos beneditinos, Francisco a restaurou e à volta dela passou a viver.


Foi ali que ele viu chegar e começou a receber os jovens que queriam
seguir Cristo como ele seguia e viver o evangelho como ele vivia.
Foi ali que ele viu nascer e começar a crescer a Ordem dos Frades Menores.

Ali recebeu também Clara de Assis
e preparou a fundação da Ordem das Clarissas.

Ali recebeu ainda as pessoas que viviam a sua vida familiar e profissional
e também queriam viver o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo,
dando assim origem à Ordem Terceira (Ordem Franciscana Secular).

Foi ali que Francisco veio falecer (como era seu desejo),
na tardinha de 3 de outubro de 1226.

No ambiente de Santa Maria dos Anjos Francisco se viu permanentemente renovado, em crescimento interior, perdoado, pacificado.

Francisco, reconhecendo que Santa Maria dos Anjos era uma bênção particular, quis estender essa bênção a toda a gente.
Por isso procurou que Santa Maria dos Anjos fosse reconhecida pelo Papa
(pela Igreja) como lugar privilegiado de encontro com Deus, de perdão,
de misericórdia, de renovação do coração e da vida.

Tendo recebido todo o seu caudal de graça por intercessão de Santa Maria
dos Anjos, em 1216 pediu humildemente ao Papa esta graça: que as pessoas
que fizessem peregrinação a Santa Maria dos Anjos pudessem alcançar
a indulgência que alcançavam na peregrinação a outros lugares, como Roma
e Santiago de Compostela. O Papa concedeu.

Assim entrou na história a chamada «Indulgência da Porciúncula».
Esta «indulgência» foi estendida às igrejas franciscanas que pelo mundo
foram construídas e são dedicadas também a Santa Maria dos Anjos.

frei-mario-silva



A festa de Santa Maria dos Anjos
ficou particularmente ligada
à indulgência da Porciúncula.
E entrou no calendário litúrgico
para o dia 2 de Agosto.

P. Mário Silva, ofm









jmj2016



jmj2016-bandeira

francisco-jmjcracovia2016

jmj-2016-bandeiras

XXXI Jornada Mundial da Juventude - JMJ 2016

25 de julho de 2016 a 31 de julho de 2016
 

A Eucaristia presidida pelo cardeal Stanisław Dziwisz, arcebispo de Cracóvia, inaugurou a XXXI Jornada Mundial da Juventude.
.
No altar da celebração, estava em destaque a Cruz e o Ícone da JMJ,
símbolos trazidos por jovens vindos do Rio de Janeiro
e levados pelos jovens poloneses por toda a Polónia.

No dia 31 de julho de 2016, foi encerrada esta Jornada Mundial da Juventude,
e o Papa Francisco anunciou que o próximo evento terá lugar no Panamá.
É a primeira vez em que vai decorrer na América Central.



Explicação do logotipo


O Logo é uma ilustração das palavras escolhidos como tema da JMJ 2016:.

Bem-aventurados os misericordiosos,
porque eles alcançarão misericórdia

(Mateus 5:7), 

O
formato ao fundo representa o contorno do mapa da Polónia.
A
cruz retrata Jesus Cristo, centro do encontro.
O
círculo amarelo representa a cidade de Cracóvia,
sede da Jornada de 2016, e os/as jovens.

As
cores vermelho e azul, representam os raios
da Divina Misericórdia que saem da cruz.
São as mesmas cores da imagem de Jesus Misericordioso,
em Sua aparição à Santa Faustina Kowalska.


Semana do Papa Especial Polónia

O Papa Francisco chegou à Polónia pelas 16 horas do dia 27 de julho ao aeroporto S. João Paulo II na cidade de Cracóvia.
Depois o Santo Padre foi recebido pelo Presidente da República,
pelas autoridades civis do país e os membros do Corpo Diplomático.



jmj-2016-sintese

Pode ler e escutar esta síntese no link:

Fonte - http://pt.radiovaticana.va/news/2016/08/01/semana
_do_papa_especial_pol%C3%B3nia/1248508





francisco-docat2


francisco-docat


DOCAT – a Doutrina Social da Igreja Católica para os Jovens.

29 jul. 2016  YOUCAT News


Na abertura da Jornada Mundial da Juventude em Cracóvia foi lançado o DOCAT,
o mais recente título da coleçãoYOUCAT, que aborda a Doutrina Social da Igreja numa linguagem jovem, acessível e dinâmica.

Assim como o Papa Bento XVI presenteou os jovens na Jornada de 2011 em Madrid com o YOUCAT, agora
o Papa Francisco, na JMJ 2016, também presenteou
os jovens peregrinos.

Desta vez
o presente foi o “DOCAT App”, um gesto que é o ponto de partida para uma campanha juvenil à escala global: «Faça parte do sonho do Papa.» Um sonho em que os jovens serão a Doutrina Social em ação.

Ponde-vos, portanto, vós mesmos em movimento.
Se muitos colaborarem nesta ação comum, então as coisas
irão melhorar neste mundo e os homens poderão sentir
que o Espírito de Deus age através de vós
,
desafia o Santo Padre.


Clique aqui para ler o texto na integra


DOCAT «Faz parte do sonho do Papa!»

         
     

jmj-cracovia-2016







jmj2016-portugueses


Os Bispos poloneses agradecem a visita ao Papa Francisco





Cracóvia (RV) - “Os bispos poloneses e os jovens estão muito agradecidos
ao Papa Francisco por ter escolhido a Polônia e Cracóvia para a JMJ 2016,

celebrada no aniversário de 1050 anos do batismo deste país
e no Ano Santo da Misericórdia.” 


Fonte - http://br.radiovaticana.va/news/2016/08/01/jmj_2016
_bispos_poloneses_agradecem_ao_papa_pela_visita/1248474



Hino Oficial da JMJ Cracóvia 2016 HD - Legendado em Português




Fonte - Comunidade Católica Shalom

                        

somos-donos-da-taca






santos-final



santos2




Euro 2016 - 10 de julho de 2016

somos-campeoes

Seleção Nacional 2016 na Alameda D. Afonso Henriques - Lisboa


Fernando Santos, no fim do jogo com a França, antes das perguntas
dos jornalistas na conferência de imprensa, pediu uns minutos e leu a carta que escrevera no silêncio do seu quarto, em Marcoussis a 18 de junho,
dando graças a Deus.  
Muito emocionado, em voz alta tornou pública a sua fé:

«Em primeiro lugar e acima de tudo, quero agradecer a Deus Pai por este momento e tudo aquilo da minha vida. Deixar uma palavra especial ao presidente, dr. Fernando Gomes, pela confiança que sempre depositou em mim. Não esqueço que comecei com um castigo de oito jogos pendentes.

A toda a direção e a todos os que viveram comigo estes meses.
Aos jogadores, dizer mais uma vez que tenho um enorme orgulho
em ter sido o seu treinador.
A estes e aqueles que aqui não puderam estar presentes.
Também é deles esta vitória.

O meu desejo pessoal é ir para casa. Poder dar um beijo do tamanho do mundo
à minha mãe, à minha mulher, aos meus filhos, ao meu neto, ao meu genro
e à minha nora e ao meu pai, que junto de Deus está certamente a celebrar.

A todos os amigos, muitos deles meus irmãos, um abraço muito apertado pelo apoio, mas principalmente pela amizade.

Por último, mas em primeiro, ir falar com o meu maior amigo e sua mãe.
Dedicar-Lhe esta conquista e agradecer-Lhe por ter sido convocado
e por me conceder o dom da sabedoria, perseverança e humildade
para guiar esta equipa e Ele a ter iluminado e guiado.
Espero e desejo que seja para glória do Seu nome.»

 Fernando Santos e a questão de Deus                           




Fonte - Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura



francisco-e-refugiados.




















refugiados2


Dia Mundial dos Refugiados

20 de Junho de 2016

"Os emigrantes e refugiados interpelam-nos.
A resposta do Evangelho da misericórdia
".


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player


 
                               
Ninguém pode fingir que não se sente interpelado pelas novas formas
de escravidão geridas por organizações criminosas

que vendem e compram homens, mulheres e crianças como trabalhadores forçados na construção civil, na agricultura, na pesca ou noutros âmbitos de mercado.

Quantos menores são, ainda hoje, obrigados a alistar-se nas milícias
que os transformam em meninos-soldados!
Quantas pessoas são vítimas do tráfico de órgãos, da mendicidade forçada
e da exploração sexual!

Destes crimes aberrantes fogem os prófugos do nosso tempo,
que interpelam a Igreja e a comunidade humana,
para que também eles possam ver, na mão estendida de quem os acolhe,
o rosto do Senhor, «o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação»
(2 Cor 1, 3).


santo-antonio-de-lisboa2


Santo António de Lisboa

13 de Junho de 2016


"Quem está cheio do Espírito Santo fala várias línguas.
Estas várias línguas são os vários testemunhos de Cristo,
como a humildade, a pobreza, a paciência e a obediência;
falamos com estas virtudes, quando as praticamos na nossa vida.

A linguagem é viva, quando falam as obras.
Calem-se, portanto, as palavras e falem as obras.
De palavras estamos cheios, mas de obras vazios".

(Santo António, Sermão do Dia de Pentecostes, n. 16)


Leitura do Livro de Ben Sira 39, 6-11

6 Se for a vontade do Soberano Senhor,
ele será repleto do espírito de inteligência;
então, ele derramará, como chuva, as palavras da sabedoria;
e louvará o Senhor, na sua oração.

7 Possuirá a rectidão do julgamento e da ciência
e ele meditará nos mistérios de Deus. 

8
Ensinará ele próprio a doutrina que aprendeu
e porá a sua glória na Lei da Aliança do Senhor.

9 Muitos louvarão a sua sabedoria,
que jamais ficará no esquecimento.
A sua recordação não desaparecerá
e o seu nome viverá de geração em geração.

10 As nações proclamarão a sua sabedoria,
a assembleia publicará o seu louvor.

11 Se viver muito terá maior reputação do que mil outro
e, se ele morre, quanto fez é suficiente.


                                         


congresso_eucaristico_encerramento_2















congresso_eucaristico_adoracao

Fátima - IV Congresso Eucarístico Nacional
Sessão de Encerramento - 12 de Junho de 2016

Tema

Viver a Eucaristia fonte de Misericórdia




Fonte - agenciaecclesia


D. Manuel Clemente, Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa,
disse que “Fátima é a paróquia de Portugal”
e que o debate em torno da Eucaristia e da Misericórdia constitui um “relançamento da mensagem de Fátima na vida da Igreja
e na vida do mundo”.


O reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas,
na sua intervenção nesta sessão de encerramento, afirmou que
a realização do IV Congresso Eucarístico constitui um contributo
“precioso” para as celebrações do centenário das Aparições, em 1917.

Disse também que a Eucaristia é “o centro” de toda a vida do Santuário de Fátima, nomeadamente nas grandes peregrinações.

E valorizou a exposição permanente do Santíssimo Sacramento,
que teve início a 01 de janeiro de 1960,

considerando a adoração a Jesus Cristo na Eucaristia
o “suporte do Santuário e dos seus peregrinos”.

Este Congresso foi promovido pela Conferência Episcopal Portuguesa,
em parceria com o Secretariado Nacional do Apostolado da Oração
e o Santuário de Fátima.

O secretário do Apostolado da Oração em Portugal, padre António Valério, sublinhou que a realização do Congresso Eucarístico Nacional proporcionou
uma “visita” ao “código genético da espiritualidade do apostolado de oração”.

Este acontecimento decorreu no Centro Paulo VI,
enquadrado no Ano Jubilar da Misericórdia, que foi convocado pelo Papa Francisco,
e na celebração do Centenário das Aparições de Fátima, em 2017.

Teve lugar na altura em que passam cem anos sobre
a aparição do Anjo aos três Pastorinhos.




fonte

pergaminho-eucaristia

congresso-eucaristico.fatima




Fátima - 4.º Congresso Eucarístico Nacional


O IV Congresso Eucarístico Nacional vai ser transmitido
em direto no sítio online do Santuário de Fátima

Tema

Viver a Eucaristia fonte de Misericórdia


10 a 12 de Junho de 2016


congresso-eucaristico-fatima


Ao nosso venerado irmão S. E. R. Cardeal
JOÃO BRAZ DE AVIZ
Prefeito da Congregação para os Institutos de vida consagrada e as sociedades de vida apostólica


«(...) os sagrados Prelados de Portugal,
juntamente com todo o povo, a fim de organizarem, no próximo ano,
um acontecimento da maior importância, isto é, a comemoração dos cem anos
das aparições da Rainha da Paz, em Fátima, conceberam o sábio propósito de, como preparação espiritual, promover, no próximo mês de junho, o IV Congresso Eucarístico Nacional, cujo tema é: Viver a Eucaristia, fonte de misericórdia.

Para que tal Congresso alcance a maior importância, o nosso venerado irmão
S. E. R. Cardeal Manuel Clemente, Patriarca de Lisboa e Presidente
da Conferência Episcopal Portuguesa, solicitou-nos
que enviássemos um eminente Prelado,
a fim de nos representar e manifestar o nosso pensar.



cardeal.joao-braz-de-aviz Dirigimos para ti, nosso Venerado Irmão, o nosso pensamento, por te julgarmos perfeitamente apto
para cumprires, com eficácia, esta missão, uma vez
que já antes conhecíamos a tua atuação profícua
em favor do bem das almas e de utilidade para toda
a Igreja Católica.

Por conseguinte, movidos por grande confiança
e caridade, designamos-te
Nosso Enviado Extraordinário para a celebração
do IV
Congresso Eucarístico
da Nação Portuguesa, nos dias 10-12 do mês de junho, do Ano da Misericórdia.
(...)

Da Carta de Nomeação do enviado especial da Santo Padre
ao IV CONGRESSO EUCARÍSTICO NACIONAL

Texto na íntegra: IV Congresso Eucarístico Nacional

Apresentação do IV Congresso Eucarístico Nacional


Fonte - agenciaecclesia



portugal_hw






























marcelo-10-junho


marcelo-10-junho-em-franca


os-lusiadas-luiz-vaz-de-camoes


Dia 10 de Junho de 2016


dia-de-portugal


Dia do Santo Anjo da Guarda de Portugal


Anjo da Paz, da Pátria e da Eucaristia, é assim que o Anjo se apresenta
aos três pastorinhos de Fátima, em três aparições.

Na Loca do Cabeço, primavera de 1916 - “Não temais, sou o Anjo da Paz”.

Num dia de verão, no quintal da casa de Lúcia, no Poço do Arneiro, o Anjo disse-lhes: “Sou o Anjo da guarda de Portugal”

Novamente na Loca do Cabeço, outono do mesmo ano, o Anjo apareceu-lhes com o cálice e uma hóstia; entregou a hóstia à Lúcia e distribuiu o cálice entre Francisco e Jacinta, dizendo: “Tomai e bebei o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo». É o Anjo da Eucaristia.


Dia de Portugal

marcelo rebelo de Sousa


"Portugal é o seu povo".
"Ele não vacila, não trai, não se conforma, não desiste.
"Foi o povo quem nos momentos de crise soube compreender os sacrifícios e privações em favor de um futuro mais digno e mais justo.
"

É esse mesmo povo o "garante do nosso desenvolvimento económico,
da justiça social, do progresso na educação, na cultura e na ciência,
na reconfiguração de Portugal como país de economia europeia,
de raiz multicultural, expressão da língua portuguesa,
plataforma entre continentes, culturas e civilizações".


http://www.dn.pt/portugal/interior/marcelo-foi-sempre-o-povo-a-lutar-por-portugal-mesmo-quando-algumas-elites-falharam-5221472.html


Dia das Comunidades Portuguesas no Mundo

Marcelo Rebelo de Sousa, na qualidade de Presidente da Nação, comemorou o Dia de Portugal 2016 junto da Comunidade Portuguesa,
n
o Salão de Festas da Câmara de Paris.

Ali, o Chefe de Estado Português e o Primeiro-Ministro, acompanhados
pelo Presidente Francês, foram recebidos pela Presidente da Câmara de Paris,
Anne Hidalgo.

Foram executados os hinos nacionais dos dois países.



Dia de Camões                                        

Luis Vaz de Camões morreu em Lisboa, a 10 de junho de 1579 ou 1580.
É o autor de «Os Lusíadas», poema épico, publicado em 1572.

Esta obra, na qual canta e enaltece as aventuras e descobertas dos portugueses, fez dele o símbolo da Pátria.

"O dia 10 de Junho, Dia de Camões e das Comunidades, melhor do que nenhum outro, reúne o simbolismo necessário à representação do Dia de Portugal.

Nele se aglutinam em harmoniosa síntese a Nação Portuguesa, as comunidades lusitanas espalhadas pelo Mundo e a emblemática figura do épico genial."

 
(Decreto-Lei n.º 39-B/78 de 2 de março)

Assim, só em 1978, depois da revolução do 25 de abril de 1974,
este feriado passou a ser denominado:

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.





nossa-senhora-de-fatima




francisco-fatima


Fátima - 13 de Maio de 2016

O Papa Francisco associou-se à celebração do 13 de maio




Fonte - Ecclesia

“Sexta-feira celebra-se a memória litúrgica da Bem-aventurada Maria
Virgem de Fátima.

Nesta aparição, Maria convida-nos mais uma vez à oração, à penitência
e à conversão.

Pede-nos de não ofendermos mais a Deus; adverte toda a humanidade sobre
a necessidade de abandonar-se a Deus, fonte de amor e de misericórdia.

Com o exemplo de S. João Paulo II, grande devoto de Nossa Senhora de Fátima, metamo-nos em atenta escuta da Mãe de Deus e supliquemos a paz para o mundo.”




                                                 

francisco-premio-carlos-magno










carlos-magno





























francisco-paz-europa












O Papa recebeu, nesta sexta-feira 06/05/2016, do governo alemão,
uma das mais importantes condecorações da Europa:

o Prémio Carlos Magno.

A condecoração toma o nome de Carlos Magno
, por ser o primeiro imperador
do Sacro Império Romano-Germânico, coroado pelo Papa Leão III.
Por meio de suas conquistas e reformas, Carlos Magno ajudou a definir a Europa Ocidental e a posição do continente na Idade Média.

O Prémio Carlos Magno reconhece o trabalho excepcional de figuras públicas ou instituições no serviço da unidade europeia.

No ato de entrega, o prefeito Marcel Phillipp declarou:

Papa Francisco
“Estamos honrados em conferir o nosso prémio a um homem que inspira
esperança, um embaixador da paz e da proximidade em uma Europa forte,
um homem cujas palavras têm peso e são ouvidas com atenção
pelo mundo inteiro”.

(...)


O Papa Francisco agradeceu e tornou público o seu
sonho para a Europa

francisco-sonha-europa

.
«Com a mente e o coração, com esperança e sem vãs nostalgias,
como um filho que reencontra na mãe Europa as suas raízes de vida e de fé,

sonho um novo humanismo europeu, «um caminho constante de humanização», ao qual servem «memória, coragem e utopia sadia e humana».

Sonho uma Europa jovem, capaz de ainda ser mãe
: uma mãe que tenha vida, porque respeita a vida e dá esperanças de vida.

Sonho uma Europa que cuida da criança, que socorre como um irmão o pobre
e quem chega à procura de acolhimento porque já não tem nada e pede abrigo.

Sonho uma Europa que escuta e valoriza as pessoas doentes e idosas,
para que não sejam reduzidas a objetos de descarte porque improdutivas.

Sonho uma Europa, onde ser migrante não seja delito, mas apelo a um maior compromisso com a dignidade de todos os seres humanos.

Sonho uma Europa onde os jovens respirem o ar puro da honestidade, amem a beleza da cultura e duma vida simples, não poluída pelas solicitações sem fim do consumismo; onde casar e ter filhos sejam uma responsabilidade e uma alegria grande, não um problema criado pela falta de trabalho suficientemente estável.

Sonho uma Europa das famílias, com políticas realmente eficazes, centradas mais nos rostos do que nos números, mais no nascimento dos filhos do que no aumento dos bens.

Sonho uma Europa que promova e tutele os direitos de cada um,
sem esquecer os deveres para com todos.

Sonho uma Europa da qual não se possa dizer que o seu compromisso
em prol dos direitos humanos constituiu a sua última utopia. Obrigado.
»





Página seguinte                                                                Página anterior


                                                                                                       

Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.