Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Arcozelo Funchal - São Jorge Porches
Beja Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Braga Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Bragança  Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Charneca Caparica Lisboa - Olivais
Coimbra   Porto - Maria Missionária  

 

 



tau-fmm-eucaristia.gif


Notícias da Província FMM de Portugal

A Província Portuguesa do Instituto das Franciscanas Missionárias de Maria (FMM) teve início em 1895.
Maria da Paixão (Hélène de Chappotin),
Fundadora deste Instituto Missionário internacional, em 1877,
veio pessoalmente a Portugal,
para implantar o Instituto na Pátria de Santo António.


Hoje, 2018, em Portugal,

somos 150 Irmãs e forrmamos 19 Comunidades.

Irmãs Portuguesas, em Missão Ad Gentes, são 21, assim distribuidas:

Africa do Sul - 1 ; Angola - 4; Argentina - 1; Brasil - 4; Canadá -1;
Cidade do Vaticano - 1; Grottaferrata - 2; Itália - 1; Macau - 1; Moçambique - .2;
Perú - 1; Ilha Maurícia - 1; Rússia - 1.

No Brasil, está uma Irmã que, sendo de Cabo Verde,
fez a sua formação fmm na nossa Província.


nossa-senhora-da-assuncao-2019.jpg

assuncao-de-maria-virgem.jpg

15 de agosto 2019 – quinta feira

«É na atitude fundamental do Ecce e do Fiat de Maria que se vive este Carisma (fmm).
Ela oferecia todo o seu ser em inteira disponibilidade de amor,
na fé e no serviço humilde, para que o Espírito realizasse nela
a obra do Pai.»

(Constituições fmm 2)

Evangelho: Lucas 1, 39-56

[…] Cântico de Maria:
«A minha alma glorifica o Senhor
e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.
Porque pôs os olhos na humildade da sua serva.
De hoje em diante, me chamarão bem-aventurada todas as gerações.
O Todo-poderoso fez em mim maravilhas. Santo é o seu nome.
A sua misericórdia se estende de geração em geração
sobre aqueles que o temem.

Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos.
Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias.
Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia,
como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência,
para sempre.»



francisco e clara de assis- convento-funchal.jpg



convento-de-santa-clara-funchal-madeira2019.jpg



clara-de-assis-2019.jpg

Neste dia 11 de Agosto de 2019

as Franciscanas Missionárias de Maria, da Província de Portugal,
louvam o Senhor pelo dom da das Irmãs Clarissas;

convento-de-santa-clara-2.jpg


e também pelo dom que é termos uma Comunidade FMM
no Convento de Santa Clara, Funchal-Madeira,
a dinamizar a "Obra Social FMM",
com as Valências de Creche e Jardim de Infância.


Estamos a Celebrar 90 Anos do início destas Valências.

exposicao-fotografica.jpg


 


fmm.gif









santa isabel - o milagre das rosas.jpg
O Milagre das rosas


Franciscanas Missionárias de Maria,
chamadas a viver o mesmo Carisma

Missionárias, somos enviadas em prioridade àqueles
a quem Cristo não foi revelado, àqueles entre os quais
a Igreja está
menos presente, com preferência pelos mais pobres.

Realizamos a nossa vocação na via franciscana
(Cf. Constituições fmm 4-5)

A esta LUZ, pode servir-nos de exemplo a Rainha Santa Isabel de Portugal, também ela membro da Ordem Terceira de São Francisco.

isabel-de-portugal-2019.jpg

Santa Isabel de Portugal - 04 de Julho de 2019

Isabel nasceu em Espanha, filha de Dom Pedro III de Aragão
e da rainha Constança.
Aos 12 anos, pedida em casamento, seu pai escolheu Dom Diniz,
herdeiro do trono de Portugal.
Tiveram dois filhos: Constância e Afonso, o herdeiro da coroa portuguesa.

Ela gostava da vida interior e do trabalho silencioso.
Era pródiga na distribuição de esmolas e estava sempre pronta a dar
o perdão aos que erravam.
Santa Isabel era um verdadeiro anjo de paz.

Quando Dom Dinis morreu,
Santa Isabel depositou a coroa real
no santuário de São Tiago de Compostela,
doou seus bens pessoais aos mais necessitados e
entrou na Ordem Terceira de São Francisco.
Quando o marido morreu, em 1335, Isabel recolheu-se no mosteiro das clarissas
de Coimbra. Antes, porém, abdicou de seu título de nobreza, indo depositar
a coroa real no altar de São Tiago de Compostela.

A rainha Isabel de Portugal morreu, em Estremoz, no dia 4 de julho de 1336. Venerada como santa, foi sepultada no Mosteiro de Coimbra e canonizada pelo papa Urbano VIII em 1665.

Santa Isabel de Portugal foi declarada padroeira deste país,
sendo invocada pelos portugueses como
‘a Rainha Santa' da concórdia e da paz.



Fonte: Programa 70x7 (emissão 10-07-2016)


                                                                                 Página anterior




Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.