Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Fratel Porto - Maria Missionária
Arcozelo Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Beja Funchal - São Jorge Porches
Braga Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Bragança  Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Charneca Caparica Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Coimbra   Lisboa - Olivais  

 

 




sara-argentina2



sara-argentina3


















Notícias da Província FMM de Portugal


Missionária na Argentina

Cheguei há cerca de um mês à Argentina, a minha nova Província, depois de uma longa viagem, com mais 4 horas que o previsto.
À minha espera já estava a Irmã Ana Inês Facal, provincial e, pouco tempo depois, chegava à comunidade onde agora me encontro, em Bernal, um bairro da periferia
de Quilmes, cidade da Grande Buenos Aires.

Somos 4 Irmãs na comunidade, entre elas a Irmã Ana Inês.
Os primeiros dias foram (e continuam a ser) para conhecer o meu novo contexto, algumas pessoas do bairro, vizinhos, amigos das Irmãs …

Gente muito amável e de trato muito fácil. Claro que ter algum domínio do idioma castelhano é uma grande vantagem, por aqui, toda a gente se admira muito como falo tão bem a língua deles.
Graças a Deus, essa dificuldade não tenho, além do mais, é uma língua que me dá muito gosto ouvir e falar,afinal, as minhas origens estão na fronteira com Espanha.

Logo nos primeiros dias, tive oportunidade de conhecer outras comunidades fmm, uma delas fica a poucos minutos de carro desta onde estou. Assim vou conhecendo a vida e a missão das Irmãs.
Depois, irei também ao Sul e ao Norte do país, onde temos outras comunidades, e também ao Uruguai, onde há mais 2.

A Argentina é um país enorme, muito heterogéneo, em todos os sentidos, e isto reflecte-se na vida e missão fmm. Mas esta está sempre ao serviço dos mais pobres, sejam os «cartoneiros», os povos indígenas, ou outras vítimas da desigualdade e injustiça social, que aqui, como em quase todas as latitudes, é uma realidade que nos desafia constantemente.
Pude perceber melhor isto ao participar da assembleia provincial anual, onde estiveram presentes praticamente todas as Irmãs da Província.

Durante quase uma semana, num espaço impressionante de trabalho, partilha, comunhão e fraternidade, fui conhecendo as Irmãs e a sua missão.
Foi realmente muito bom.

Entre os vários momentos, houve um deles que foi particularmente significativo para mim. Durante a oração, numa cerimónia simples, mas muito densa, fui acolhida pelas Irmãs, que me ofereceram alguns objectos de artesanato indígena, do povo onde estão inseridas.


Já em Eucaristia, recebia a bênção de Deus, pela mediação do sacerdote e de cada uma das Irmãs. É mesmo assim que me sinto, muito abençoada e agraciada por Deus, por tudo aquilo que Ele me está a oferecer, sobretudo a graça de um novo começo, com tudo o que isso implica de despojamento e crescimento interior.

sara-argentina4


É, acima de tudo, uma oportunidade para crescer na fé e confiança em Deus, e, como Jesus Cristo, entregar-me totalmente ao Pai e ao serviço dos Irmãos, mormente, dos mais pobres.
Claro que há momentos em que as saudades de tudo aquilo que ficou para trás assomam. E ainda bem que é assim, porque é esse passado que agora me ajuda a melhor viver o presente e a esperar um futuro de novas realizações.

Maria Sara Renca, fmm




sara-renca2
















Partida missionária - 18 de Janeiro de 2015

Eis chegado o dia da partida para a missão em terras da América do Sul,
nesse belo e longínquo país da Argentina.

Foram momentos de grande densidade os que vivi nestes últimos tempos.
Deus me consagra e me envia para anunciar a Boa Nova,
com a minha vida, a um povo completamente desconhecido para mim,
mas que eu já comecei a amar.

Este envio teve expressão concreta nas comunidades onde estive antes de partir, a de Coimbra e a Provincial, em oração com as Irmãs que Deus me deu para me acompanharem na minha caminhada FMM e particularmente nesta circunstância tão marcante dessa mesma caminhada.


Desses momentos de oração, duas interpelações que me vão acompanhar nesta nova etapa:
a Eucaristia é a fonte e o cume de toda a vida missionária,
Jesus Eucaristia é o grande missionário do Instituto;


sou chamada a alargar o espaço da minha tenda, a tenda interior,
onde aqueles a quem sou enviada encontrem sempre um espaço.
Aí se encontrarão com todos aqueles que já a habitam
e que nela permanecerão para sempre.

Ao longo de toda a minha vida, mormente da vida FMM, Deus me foi alimentando com manjares suculentos e bebidas nutritivas (cf 1 Rs 19,8),
para percorrer o caminho, o transitivo, mas sobretudo o intransitivo, que agora começo.

Serviu-se de muitas mediações para esse efeito, certamente que a das Irmãs que me acompanharam nas várias etapas foi decisiva.
Por isso, a minha gratidão, a Deus e às Irmãs, é imensa.

Se o Senhor fez assim no passado, continuará a fazê-lo no presente e no futuro.
E isso é fonte de grande confiança que me dá força e coragem para acolher
os desafios que encontrarei por diante.

Sara Renca, fmm



sara-prof1
sara-prof2
sara-prof3
sara-prof4
sara-prof5

Na presença da irmã Maria  de Lurdes Farinha Alves, Superiora Provincial,
faço profissão.

sara-prof6

Recebendo a aliança

sara-prof7
sara-prof8
Recebendo o Cristo Missionário
sara-prof9
sara-prof10

Suzanne Phillips, Superiora Geral, fmm

sara-prof11
sara-prof12
sara-prof13








2014 - Profissão Perpétua



Maria Sara da Ascensão Renca


Ao fazer a Profissão Perpétua, a Irmã Sara Renca recebeu o
Envio Missionário para a Argentina,

Partirá em Missão no dia 18 de Janeiro de 2015.
Ficamos unidas em oração pela missão que vai asumir na terra do Papa Francisco.

Paz e Bem para ti, querida Sara. Conta connosco, em presença de afeto
e comunhão no Espírito.



                                                            

A Cerimónia da Profissão realizou-se na Capela de Santo António

Casa Provincial FMM
Lisboa, 27 de Julho de 2014

Domingo XVII do Tempo Comum - Ano A

Liturgia da Palavra
Leitura I – 1 Reis 3,5.7-12
Salmo Responsorial – Salmo 118 (119)
Leitura II – Rom 8,28-30
Aleluia – cf. Mt 11,25
Evangelho – Mt 13,44-52




Presidiu à Celebração o P. Mário Pereira da Silva, ofm

Foram concelebrantes:

P. Vítor Melícias, Ministro Provincial ofm

Frei Herculano Alves, ofmcap


Da Homilia, destacamos:

Estamos a celebrar a profissão perpétua da Sara. Entrega total para sempre a Cristo em Vida Consagrada.

O que é a Vida Consagrada

- é opção de Deus para a vida da Sara
- é opção de Cristo, que a chamou
- é chamamento, é vocação
- é resposta da Sara (e assim também sua opção) que acreditou e respondeu
- é reposta sem reservas, sem condições
- é resposta consciente e livre
- é resposta discernida ao longo de anos

O que é em concreto

- é chamamento-resposta para ser do grupo dos «pescadores de homens»
- é chamamento-resposta para seguimento de Cristo

Está assim definido o sentido da vida da Sara, o sentido da sua profissão:

- entrega da vida a Cristo para andar com Ele, para estar com Ele, para ser enviada em missão
- consagração total de toda a sua vida para servir a Deus e servir a humanidade
- é na medida em que a Sara adquire o ser de Cristo que ela vive a sua vocação
- é na medida em que ela oferece Cristo que ela realiza a sua missão

Entregar-se a Cristo é entregar-se ao Espírito.

Entregando-se ao Espírito, não sabe em concreto e de antemão o que Ele lhe vai pedir e oferecer.
A Sara não sabe o dia de amanhã. Mas sabe uma coisa absolutamente certa: vai ser bem conduzida, vai sempre bem, é livre, vai ser feliz.

Parabéns, Sara. E a minha admiração. (P. Mário P. da Silva, ofm)





No seguimento de Cristo, pelo Espírito, eu, irmã Maria Sara da Ascensão Renca, entrego-me sem reserva ao Pai, a exemplo de Maria e de Francisco.

Ofereço a minha vida pela Igreja e salvação do mundo.
Consagro-me à adoração eucarística, à evangelização dos povos e comprometo-me a viver em comunidade fraterna.

Faço voto de pobreza, de obediência e de castidade para sempre, segundo as constituições do Instituto das Franciscanas Missionárias de Maria.

Peço a graça de ser fiel até à morte.

(Constituições fmm, 88)







Em sinal da nossa consagração, usamos:


- uma insígnia comum a todo o Instituto que recebemos no momento da profissão temporária;

- uma aliança de prata que recebemos na nossa profissão perpétua;

- um hábito religioso que consiste num traje simples, com ou sem véu, branco ou cinzento.
[…]

(Constituições fmm, 89)





[…]
Deus chama-nos pessoalmente a seguir mais de perto a Cristo

– Caminho, Verdade e Vida –

para um serviço particular na Igreja.

A nossa resposta de amor é definitiva e exprime-se pela profissão religiosa.
[…]

(Constituições fmm, 1)





Como Cristo, a todos queremos ir com um coração humilde,
pronto a aprender e a receber,
bem como a dar,

na mesma atitude de respeitro,

de aceitação das pessoas,

de abertura e de serviço.


(Constituições fmm, 39)




Deus interpela-nos pelos sinais dos tempos;

por isso, estamos atentas
às necessidades do mundo em mutação,
aos apelos e necessidades da Igreja universal e particular,
a fim de lhes dar uma resposta segundo o nosso carisma.

Esta resposta, manifestação do amor de Deus e da sua presença, concretiza-se pelo anúncio de Jesus Cristo, testemunho de vida e proclamação da Palavra.

(Constituições fmm, 37 e 38)


Para a missão e seus riscos,

Maria da Paixão quis-nos disponíveis e fortes na fé,

prontas a deixar tudo

e a partir para onde formos enviadas.


(Constituições fmm, 41)








Cada irmã é enviada,
pronta a sair do seu país como a ficar nele,

para responder às necessidades da evangelização.


O envio no momento da profissão perpétua e o envio duma província para outra são da competência da superiora geral.
[…]

(Constituições fmm, 42)










A Irmã Suzanne Phillips,
Superiora Geral, fmm,
enviou a Irmã Maria Sara da Ascensão Renca
em missão para a Argentina

«Continuar a missão de Cristo, enviado do Pai com a força do Espírito para levar a Boa Nova aos pobres, é a vocação missionária de todo o povo de Deus.

Enviadas nós também e dedicadas à missão universal segundo as nossas prioridades, comprometemo-nos de modo específico na Igreja,

entregando as nossas vidas em disponibilidade total como Maria,

e haurindo na Eucaristia o dinamismo apostólico».

(Constituições fmm, 34 e 35)








A irmã Sara esteve sempre acompanhada

pela sua mãe,

o seu irmão e cunhada,

bem como outra família

e amigos mais próximos.

Ela sentiu a presença de seu pai que, do céu, a abraçou.





Após a cerimónia religiosa,


seguiu-se o almoço convívio
com todos os convidados
e irmãs Franciscanas Missionárias de Maria
que vieram em grande número de quase todas as comunidades
da Província Portuguesa.

Entre as fmm, destacamos duas irmãs vindas em representação da
Província do Brasil, onde a Sara fez o seu estágio missionário de preparação para os votos.

Para estas irmãs, uma portuguesa e outra cabo-verdiana, foi também oportunidade de visitarem a sua família.

 



Louvado seja Deus pelo dom da irmã Sara Renca
e pelas muitas capacidades com que o Espírito a dotou.


Querida Sara, estamos contigo em oração e missão.

Unidas na Fé e no Amor de irmãs,

realizamos a missão profética que o Espírito nos confia,

ao serviço da Vida e da Esperança,

no Instituto fmm, na Igreja e no Mundo.
.






profissao-sara














Anúncio da Profissão Perpétua

profissao


"No fim do noviciado, fazemos votos temporários de pobreza, de obediência e de castidade.

Após o período dos compromissos temporários, a profissão perpétua sela a nossa doação."
(Constituições fmm 87)




adoracao-magos












maria-da-paixao,fmm


2014 - Festa litúrgica da Epifania

Celebramos, hoje, o 137.º Aniversário da fundação do nosso Instituto.

Quando, a 6 de janeiro de 1877, Maria da Paixão abraçou a aventura de fundar o Instituto das Franciscanas Missionárias de Maria, com o Carisma profético que o Espírito lhe confiara, reconheceu ser «DOM DE DEUS», ao serviço da missão universal.

Os anos passaram. Hoje, perto de 7000 irmãs, de 81 nacionalidades, animadas pelo espírito de Francisco de Assis, percorrem os caminhos de 76 países dos cinco continentes, anunciando o Evangelho nas diversas culturas e mentalidades, acolhendo os seus valores no respeito e complementaridade.


planisfério


A Província de Portugal - em missão na Terra de Santa Maria desde 1895 e colocada sob a proteção do português Santo António - une-se às Irmãs fmm de todo o Instituto, louvando o Senhor pelo dom da Bem-aventurada Maria da Paixão.

Na vivência do Carisma que ela nos legou, escutamos este seu apelo:
           
                                                              


estrelas
 





superiora-geral-fmm

Superiora Geral, fmm





Convocação para o Capítulo Geral 2014


O Capítulo Geral é o órgão de expressão da colegialidade a nível do Instituto; autoridade suprema, tem o poder de decisão quando está reunido.
(constituições fmm 169)

É convocado pela superiora geral, com o consentimento do seu conselho, um ano antes da sua abertura. (constituições fmm 171).

Roma, 27 de Agosto de 2013


Queridas Irmãs

Paz e Bem!


Com um profundo sentimento de gratidão para como o Senhor e para cada uma        de vós, Irmãs, venho, com o Conselho Geral, anunciar-vos a
convocação para o nosso Capítulo Geral.
[...]

O Conselho Geral decidiu que o Capítulo se reuniria em Roma, começando
a 8 de Setembro de 2014 e terminando a 20 de Outubro de 2014. [...]  

Estamos a avançar na preparação do Capítulo Geral, centrado no Tema

Como Francisco, contemplar a Encarnação de Jesus
e responder ao grito do pobre e do planeta,

que nos leva ao aprofundamento do nosso apelo à espiritualidade franciscana. [...]  

Com a minha mais profunda afeição e união de oração.




Suzanne Phillips





emaus2

 


Em caminhada para o Capítulo Geral 2014


Tema:


Como Francisco, contemplar a Encarnação de Jesus
e responder ao grito do pobre e do planeta.


Juntas a caminho, as 6.343 FMM de todo o Instituto preparam o Capítulo Geral em três etapas; cada uma se serve dos momentos da
caminhada de Emaús como instrumento de leitura (Lc 24, 13-35).

O conjunto do processo tem por objetivo:

Refletir sobre o nosso passado, desde o Capítulo Geral 2008

Considerar a realidade atual à luz do Tema do Capítulo Geral 2014

Avançar para criar convicções quanto à nossa caminhada de futuro.




  
Página seguinte                                                                    
Página anterior

Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.