Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Fratel Porto - Maria Missionária
Arcozelo Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Beja Funchal - São Jorge Porches
Braga Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Bragança  Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Charneca Caparica Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Coimbra   Lisboa - Olivais  

 

 


senhora da palavra-fmm-funchal

A Palavra de Deus no Tempo




 «A Igreja venerou sempre as divinas Escrituras

como venera o próprio Corpo do Senhor,

não deixando jamais, sobretudo na sagrada Liturgia,
de tomar e distribuir aos fiéis o pão da vida,

quer da mesa da palavra de Deus
quer da do Corpo de Cristo.
»
(DV 21)
































nossa-senhora-rainha2

nossa-senhora-rainha

A Virgem Santa Maria, Rainha

22 Agosto 2018

Leitura: Isaías 9, 1-3.5-6


O povo que andava nas trevas viu uma grande luz;
habitavam numa terra de sombras, mas uma luz brilhou sobre eles.

Multiplicaste a alegria, aumentaste o júbilo; alegram-se diante de ti
como os que se alegram no tempo da colheita,
como se regozijam os que repartem os despojos.
Pois Tu quebraste o seu jugo pesado, a vara que lhe feria o ombro
e o bastão do seu capataz.

Porquanto um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado;
tem a soberania sobre os seus ombros, e o seu nome é:
Conselheiro-Admirável, Deus herói, Pai-Eterno, Príncipe da paz
.


Dilatará o seu domínio com uma paz sem limites,
sobre o trono de David e sobre o seu reino.
Ele o estabelecerá e o consolidará com o direito e com a justiça,
desde agora e para sempre.
Assim fará o amor ardente do Senhor do universo.



assuncao-da-virgem-maria2

assuncao-da-virgem-maria

Leitura do Apocalipse de São João

O templo de Deus abriu-se no Céu e a arca da aliança foi vista no seu templo.

Apareceu no Céu um sinal grandioso: uma mulher revestida de sol,
com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça. (…)

(Ap 11,19a;12,1-6a.10ab)



santa-clara-em-assis
santa clara e francisco de assis

sainta-claira-em-assis2


11 de agosto de 2018 - Santa Clara de Assis,

padroeira da televisão
e de todos os profissionais desta área.



Em 1992, João Paulo II falou, de improviso, às Irmãs Clarissas, em Assis,
e disse-lhes:

«É verdadeiramente difícil separar estes dois nomes: Francisco e Clara...

Há entre eles algo de profundo que não pode ser compreendido com critérios humanos, mas tão-somente de Espiritualidade franciscana, cristã e evangélica. Não eram puros espíritos!

Eram corpos, pessoas, espíritos. Francisco via-se a si mesmo à imagem de Clara, esposa de Cristo, esposa mística. Nela vi-a retratada a santidade que devia imitar.

Via-se a si mesmo como irmão pobrezinho, à semelhança dessa esposa autêntica de Cristo, em quem reconhecia a imagem da esposa perfeitíssima do Espírito Santo, Maria Santíssima.»



auschwitz-polonia

Campo de concentração de Auschwit

edith-stein-09-agosto




Europa celebra Edith Stein,
mulher do diálogo e da esperança

Cidade do Vaticano

A Igreja celebra nesta quinta-feira,
9 de agosto, a festa de Santa Teresa Benedita da Cruz, no civil Edith Stein, co-padroeira da Europa.

A figura desta mulher de diálogo e de esperança, canonizada por João Paulo II, em 1998, foi recordada pelo Papa Francisco, no final da Audiência Geral desta quarta-feira (08/8), na Sala Paulo VI, no Vaticano:

“A Europa celebra, nesta quinta-feira, Benedita da Cruz (Edith Stein), mártir e mulher coerente, que buscou Deus com honestidade e amor; uma mulher, mártir do seu povo judeu cristão. Que esta Padroeira da Europa possa, do céu, interceder e proteger a Europa”.

Quem era Edith Stein?

Edith Stein nasceu em Breslávia, na Polónia, em 1891, e morreu como mártir no Campo de Concentração de Auschwitz, em 9 de agosto de 1942.

Ver mais em: https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2018-08/europa-celebra-edith-stein-mulher-dialogo-esperanca.html


sao-bento2

sao-bento


Evangelho: Mateus 19, 27-29

Naquele tempo, disse Pedro a Jesus:
«Nós deixámos tudo e seguimos-te.
Qual será a nossa recompensa?»


Jesus respondeu-lhes:
«Em verdade vos digo: No dia da regeneração de todas as coisas,
quando o Filho do Homem se sentar no seu trono de glória, vós,
que me seguistes, haveis de sentar-vos em doze tronos
para julgar as doze tribos de Israel.

E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos
ou campos por causa do meu nome, receberá cem vezes mais
e terá por herança a vida eterna.»



santos populares











































































apostolos pedro e paulo



Os três Santos populares   

O mês de junho abrange as celebrações em nome dos três «santos populares»: Santo António, S. João e S. Pedro.
  
1.º Santo António, Padroeiro principal da cidade de Lisboa,
cuja festa ocorre a
13 de junho.

Evangelho – Mateus 5, 13-16 (19)

«Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se corromper, com que se há de salgar?
Não serve para mais nada, senão para ser lançado fora e ser pisado pelos homens.

Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende a candeia para a colocar debaixo do alqueire, mas sim
em cima do candelabro, e assim alumia a todos os que estão em casa.

Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, de modo que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai, que está no Céu.»

2.º São João Batista (solenidade do seu nascimento) – 24 de junho

Evangelho – Lucas 1, 57-64 (65.80)

Entretanto, chegou o dia em que Isabel devia dar à luz e teve um filho.
Os seus vizinhos e parentes, sabendo que o Senhor manifestara nela a sua misericórdia, rejubilaram com ela.

Ao oitavo dia, foram circuncidar o menino e queriam dar-lhe o nome do pai, Zacarias. Mas, tomando a palavra, a mãe disse: «Não; há de chamar-se João.»
Disseram-lhe: «Não há ninguém na tua família que tenha esse nome.»

Então, por sinais, perguntaram ao pai como queria que ele se chamasse.
Pedindo uma placa, o pai escreveu: «O seu nome é João.»
E todos se admiraram.

Imediatamente a sua boca abriu-se, a língua desprendeu-se-lhe
e começou a falar, bendizendo a Deus.  
cantico de zacarias

3.º São Pedro –
29 de junho
Solenidade dos Apóstolos São Pedro e São Paulo

Evangelho – Mateus 16, 13-19

Ao chegar à região de Cesareia de Filipe, Jesus fez a seguinte pergunta
aos seus discípulos:
«Quem dizem os homens que é o Filho do Homem?»
Eles responderam: «Uns dizem que é João Baptista; outros, que é Elias;
e outros, que é Jeremias ou algum dos profetas.»

Perguntou-lhes de novo:
«E vós, quem dizeis que Eu sou?»
Tomando a palavra, Simão Pedro respondeu:
«Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo.»

Jesus disse-lhe em resposta:
«És feliz, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que to revelou, mas o meu Pai que está no Céu.

Também Eu te digo:
Tu és Pedro, e sobre esta Pedra edificarei a minha Igreja,
e as portas do Abismo nada poderão contra ela.

Dar-te-ei as chaves do Reino do Céu;
tudo o que ligares na terra ficará ligado no Céu
e tudo o que desligares na terra será desligado no Céu.»

sao pedro chaves

 


maria e jesus

Imaculado Coração da Virgem Santa Maria

Sábado, 9 de junho de 2018

Evangelho segundo S. Lucas 2, 41-51.

Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, pela festa da Páscoa.
Quando Ele chegou aos doze anos, subiram até lá, segundo o costume da festa. Terminados esses dias, regressaram a casa e o menino ficou em Jerusalém,
sem que os pais o soubessem.

Pensando que Ele se encontrava na caravana, fizeram um dia de viagem
e começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos.
Não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém, à sua procura.

Três dias depois, encontraram-no no templo, sentado entre os doutores,
a ouvi-los e a fazer-lhes perguntas.
Todos quantos o ouviam, estavam estupefactos com a sua inteligência
e as suas respostas.

Ao vê-lo, ficaram assombrados e sua mãe disse-lhe:
«Filho, porque nos fizeste isto? Olha que teu pai e eu andávamos aflitos
à tua procura!»
Ele respondeu-lhes: «Porque me procuráveis?
Não sabíeis que devia estar em casa de meu Pai?»
Mas eles não compreenderam as palavras que lhes disse.
Depois desceu com eles, voltou para Nazaré e era-lhes submisso.

Sua mãe guardava todas estas coisas
no seu coração.



sagrado coracao de jesus

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, solenidade

Sexta-Feira, 8 de junho de 2018


Evangelho

João 19,31-34 - O peito aberto pela lança

"Como era o dia da Preparação da Páscoa, para evitar que no sábado
ficassem os corpos na cruz, porque aquele sábado era um dia muito solene,
os judeus pediram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas
e fossem retirados.

Os soldados foram e quebraram as pernas ao primeiro e também ao outro
que tinha sido crucificado juntamente.


Mas, ao chegarem a Jesus, vendo que já estava morto,
não lhe quebraram as pernas.

Porém, um dos soldados traspassou-lhe o peito com uma lança
e logo brotou sangue e água.”

Junho é o mês do Sagrado Coração de Jesus

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus
existiu desde os primeiros
tempos da Igreja, quando se meditava sobre o Coração aberto de Jesus:
“um dos soldados traspassou-lhe o peito com uma lança
e logo brotou sangue e água.”
(João 19, 34).

No século XVII a Igreja estabeleceu especificamente a Devoção ao Sagrado Coração de Jesus, solicitada pelo próprio Jesus Cristo a Santa Margarida
Maria Alacoque
, a 16 de junho de 1675.

A Solenidade do Sagrado Coração de Jesus é celebrada na sexta-feira
que segue a semana de Corpus Christi – solenidade do Santíssimo Corpo
e Sangue de Cristo – manifestação pública de adoração a Jesus Eucaristia.



corpus





Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo

Quinta-feira – 31 de maio de 2018 - É dia santificado e feriado nacional

Evangelho segundo São Marcos 14, 12-16. 22-26

Instituição da Eucaristia

(Mt 26, 26-29; Lc 22,14-20; Jo 6,51-59; 1 Cor 11,23-27)

Enquanto comiam, tomou um pão e, depois de pronunciar a bênção,
partiu-o e entregou-o aos discípulos dizendo:

«Tomai: isto é o meu corpo.»

Depois, tomou o cálice, deu graças e entregou-lho. Todos beberam dele.
E Ele disse-lhes:

«Isto é o meu sangue da aliança,
que vai ser derramado por todos
.

Em verdade vos digo: não voltarei a beber do fruto da videira até ao dia
em que o beba, novo, no Reino de Deus.»
Após o canto dos salmos, saíram para o Monte das Oliveiras.


corpus2

Tradição da procissão do Corpo de Deus em Portugal

Em várias localidades do país realiza-se a procissão religiosa do Corpo de Deus.
As ruas são decoradas com flores e em algumas localidades são colocados
tapetes florais no chão para a procissão passar.


corpo-tapetes-flores


ss-trindade





santissima-trindade-deusDomingo da Santíssima Trindade – 27 de maio de 2018

Evangelho segundo São Mateus 28, 16-20

Os onze discípulos partiram para a Galileia, para o monte que Jesus
lhes tinha indicado.
Quando o viram, adoraram-no; alguns, no entanto, ainda duvidavam.
Aproximando-se deles, Jesus disse-lhes:

«Foi-me dado todo o poder no Céu e na Terra.

Ide, pois, fazei discípulos de todos os povos, batizando-os
em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,


ensinando-os a cumprir tudo quanto vos tenho mandado.
E sabei que Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos.»



maria-mae-da-igreja





Maria Mãe da Igreja
"Ecclesia Mater"

Com este decreto, publicado em 03 de março de 2018,
o Papa Francisco estabeleceu, “obrigatória para toda
a Igreja católica de Rito Romano”,

a Memória de “Maria Mãe da Igreja”,
a ser celebrada “na segunda-feira depois do Pentecostes.”

Este ano de 2018  é a 21 de Maio.

mae da igreja




a luz do espirito

espiritosantopentecostes

20 de maio de 2018


Evangelho segundo São João 20,19-23

[Jesus] voltou a dizer-lhes:

«A paz seja convosco!

Assim como o Pai me enviou, também Eu vos envio a vós.»

Em seguida, soprou sobre eles e disse-lhes:

«Recebei o Espírito Santo.

Àqueles a quem perdoardes os pecados, ficarão perdoados;
àqueles a quem os retiverdes, ficarão retidos.»



amar sem medida.

São Matias, apóstolo - Festa

Segunda-feira, dia 14 de Maio de 2018
Diz-nos Jesus:

«Assim como o Pai me tem amor, assim Eu vos amo a vós.
Permanecei no meu amor.
Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor,
assim como Eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai
e permaneço no seu amor.
 
Disse-vos estas coisas, para que a minha alegria esteja em vós
e a vossa alegria seja completa. 


É este o meu mandamento:
que vos ameis uns aos outros,
como Eu vos amei.»
 

dar a vida

Evangelho segundo São João 15, 9-13


jesus sobe para o pai

Ascensão de Jesus

Domingo VII da Páscoa – 13 de maio de 2018

Evangelho segundo São Marcos 16,15-20

[Jesus] disse-lhes:
«Ide pelo mundo inteiro,
proclamai o Evangelho a toda a criatura.


Quem acreditar e for batizado será salvo;
mas, quem não acreditar será condenado.

Estes sinais acompanharão aqueles que acreditarem:
em meu nome expulsarão demónios,
falarão línguas novas, apanharão serpentes com as mãos
e, se beberem algum veneno mortal, não sofrerão nenhum mal;
hão de impor as mãos aos doentes e eles ficarão curados.»

Então, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado,
foi arrebatado ao Céu e sentou-se à direita de Deus.
Eles, partindo, foram pregar por toda a parte;


o Senhor cooperava com eles, confirmando a Palavra com os sinais
que a acompanhavam. (Lc 24,50-53; At 1,6-11)




mae e filho

sagrada familia de nazare


DIA DA MÃE - 8 DE MAIO DE 2018



Evangelho segundo São Lucas 1, 28-32

Ao entrar em casa dela [Maria de Nazaré], o anjo disse-lhe:

«Salve, ó cheia de graça, o Senhor está contigo.»

Ao ouvir estas palavras, ela perturbou-se e inquiria de si própria
o que significava tal saudação. Disse-lhe o anjo:

«Maria, não temas, pois achaste graça diante de Deus.

Hás-de conceber no teu seio e dar à luz um filho,

ao qual porás o nome de Jesus.
Será grande e vai chamar-se Filho do Altíssimo.»



sao-jose-operario2
ns-do-trabalho


sao-jose-operario

Evangelho segundo São Mateus 13, 54-58

Jesus partiu dali. Tendo chegado à sua terra, ensinava os habitantes
na sinagoga deles, de modo que todos se enchiam de assombro e diziam:

«De onde lhe vem esta sabedoria e o poder de fazer milagres? Não é Ele o filho do carpinteiro?

Não se chama sua mãe Maria,
e seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?
Suas irmãs não estão todas entre nós? De onde lhe vem, pois, tudo isto?»

E estavam escandalizados por causa dele. Mas Jesus disse-lhes:

«Um profeta só é desprezado na sua pátria e em sua casa.»

E não fez ali muitos milagres, por causa da falta de fé daquela gente.


Papa: "O silêncio de José é habitado pela voz de Deus" - Vatican News
Na manhã de terça-feira (01/05), dia dedicado a São José Operário, Francisco refletiu sobre a figura deste ‘homem do silêncio’ e alertou os...
VATICANNEWS.VA

01 DE MAIO -

DIA DO TRABALHO E DO TRABALHADOR



“Trabalho quer dizer dignidade,
trabalho significa trazer o pão para casa,
trabalho quer dizer amar!” 


 Leia mais em: Papa Francisco: trabalho significa dignidade,
significa amar - Vatican ...





maria-mae

MÊS DE MAIO - MÊS DE MARIA









sao marcos evangelista

São Marcos Evangelista - 25-04-2018

Evangelho segundo São Marcos 16,15-18

Jesus disse-lhes:
«Ide pelo mundo inteiro,
proclamai o Evangelho a toda a criatura.


Quem acreditar e for baptizado será salvo;
mas, quem não acreditar será condenado.
Estes sinais acompanharão aqueles que acreditarem:
em meu nome expulsarão demónios, falarão línguas novas,
apanharão serpentes com as mãos
e, se beberem algum veneno mortal, não sofrerão nenhum mal;
hão-de impor as mãos aos doentes e eles ficarão curados.»

ide




santo-do-dia









dia-de-sao-jorge2

 

dia-de-sao-jorge

Quem era São Jorge?

São Jorge foi um homem que, em nome de Jesus Cristo, pelo poder da Cruz,
viveu o bom combate da fé

Jorge, cujo nome de origem grega significa “agricultor”,
nasceu na Capadócia, por volta do ano 280, em uma família cristã.

Transferiu-se para a Palestina, onde se alistou no exército de Diocleciano.
Em 303, quando o imperador emanou um edito para a perseguição dos cristãos, Jorge doou todos os seus bens aos pobres e, diante de Diocleciano,
rasgou o documento e professou a sua fé em Cristo.
Por isso, sofreu terríveis torturas e, no fim, foi decapitado.  

Uma história nos ajuda a compreender a sua imagem, onde normalmente
o vemos sobre um cavalo branco, com uma lança, vencendo um dragão:

Narra-se que na cidade de Selém, Líbia, havia um grande pântano,
onde vivia um terrível dragão.
Para aplacá-lo, os habitantes ofereciam-lhe dois cabritos, por dia
e, uma vez por outra, um cabrito e um jovem tirado à sorte.

Certa vez, a sorte coube à filha do rei.
Enquanto a princesa se dirigia ao pântano,
Jorge passou por ali e matou o dragão com a sua espada.
Este seu gesto tornou-se símbolo da fé que triunfa sobre o mal.

Pode ler mais em: Santo do Dia



dia da terra-2018

Em cada dia,
cuidemos todos da mesa
da fraternidade universal

 

dia-do-paneta-cuidar-da- terra

Dia Mundial da Terra
-  22 de abril de 2018

Criação do mundo

No princípio, quando Deus criou os céus e a terra, a terra era informe
e vazia, as trevas cobriam o abismo e o espírito de Deus movia-se
sobre a superfície das águas.

Deus disse:
«Faça-se a luz. E a luz foi feita.»
(Génesis 1, 1-3)


Depois, Deus disse:

«Façamos o ser humano à nossa imagem,
à nossa semelhança,

para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu,
sobre os animais domésticos e sobre todos os répteis
que rastejam pela terra.»

Deus criou o ser humano à sua imagem, criou-o à imagem de Deus;
Ele os criou homem e mulher.
Abençoando-os, Deus disse-lhes:


«Crescei e multiplicai-vos,
enchei e dominai a terra.

(Génesis 1, 26-28)



O Papa Francisco, ao falar-nos de "A sabedoria das narrações bíblicas",
afirma:
«As narrações da criação no livro do Génesis contêm,
na sua linguagem simbólica e narrativa,
ensinamentos profundos sobre a existência humana e a sua realidade histórica.

Estas narrações sugerem que a existência humana se baseia sobre
três relações fundamentais intimamente ligadas:

as relações com Deus, com o próximo e com a terra.»


(66) in:
  Laudato si' (24 maio 2015) Português
          Sobre o
cuidado da casa comum











bom-pastor-2018

Domingo do Bom Pastor

Evangelho segundo São João 10, 14-18

Diz Jesus:
«Eu sou o bom pastor;

conheço as minhas ovelhas e as minhas ovelhas conhecem-me, assim como o Pai me conhece e Eu conheço o Pai;

e ofereço a minha vida pelas ovelhas.

Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil.
Também estas Eu preciso de as trazer e hão de ouvir a minha voz;
e haverá um só rebanho e um só pastor.

É por isto que meu Pai me tem amor:
por Eu oferecer a minha vida, para a retomar depois.

Ninguém ma tira, mas sou Eu que a ofereço livremente.

Tenho poder de a oferecer e poder de a retomar.
Tal é o encargo que recebi de meu Pai.»

 

Página anterior





Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.