Maria da Paixão
Instituto FMM
As 7 Mártires e Assunta

Província
Instituto
Igreja
Mundo
Amigos FMM
Voluntariado
Pastoral Juvenil/ Vocacional
Abre e vê
Quem somos
O que fazemos
Onde estamos
Amoreira da Gândara Fratel Porto - Maria Missionária
Arcozelo Funchal - Santa Clara Porto - S. Francisco
Beja Funchal - São Jorge Porches
Braga Lisboa - Casa Provincial Setúbal
Bragança  Lisboa - Chelas V. N. de Santo André
Charneca Caparica Lisboa - Cristo da Boa Morte Vila de Rei
Coimbra   Lisboa - Olivais  

 

 


 

A Palavra de Deus no Tempo


«Criai em mim, ó Deus,
um coração puro 
e fazei nascer dentro de mim
um espírito firme» 


Salmo 51 (50)


















pentecostes2016






Pentecostes - Ano C - solenidade - 15 de maio de 2016

dons-espirito-santo



EVANGELHO – Jo 14, 15-16.23b-26







SALMO - 103 (104)





Mandai, Senhor, o vosso Espírito, e renovai a terra.



ascensao-do-senhor





Ascensão do Senhor - Domingo VII da Páscoa - Ano C

solenidade - 08 de maio de 2016

EVANGELHO – Lc 24, 46-53





SALMO 46 (47)






j-cristo-ressuscitou





santa-pascoa


Domingo de Páscoa - 2016
- Ano C

EVANGELHO – João 20,1-9

No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi de manhãzinha, ainda escuro,
ao sepulcro e viu a pedra retirada do sepulcro.
Correu então e foi ter com Simão Pedro e com o discípulo predilecto de Jesus
e disse-lhes:

«Levaram o Senhor do sepulcro
e não sabemos onde O puseram».

Pedro partiu com o outro discípulo
e foram ambos ao sepulcro.
Corriam os dois juntos,
mas o outro discípulo antecipou-se,
correndo mais depressa do que Pedro,
e chegou primeiro ao sepulcro.

Debruçando-se, viu as ligaduras no chão, mas não entrou.
Entretanto, chegou também Simão Pedro, que o seguira.
Entrou no sepulcro e viu as ligaduras no chão
e o sudário que tinha estado sobre a cabeça de Jesus,
não com as ligaduras, mas enrolado à parte.

Entrou também o outro discípulo que chegara primeiro ao sepulcro:
viu e acreditou.




Na verdade, ainda não tinham entendido a Escritura,
segundo a qual Jesus devia ressuscitar dos mortos.




chagas







emaus-a-caminho







emaus-partir-do-pao



Sábado Santo – Vigília Pascal Ano C

EVANGELHO – Lucas 24, 13-35




Nesse mesmo dia, dois dos discípulos iam a caminho de uma aldeia chamada Emaús, que ficava a cerca de duas léguas de Jerusalém; e conversavam entre si sobre tudo o que acontecera.

Enquanto conversavam e discutiam, aproximou-se deles o próprio Jesus e pôs-se com eles a caminho; os seus olhos, porém, estavam impedidos de o reconhecer. Disse-lhes Ele:
«Que palavras são essas que trocais entre vós, enquanto caminhais?» Pararam entristecidos. E um deles, chamado Cléofas, respondeu:

«Tu és o único forasteiro em Jerusalém
a ignorar o que lá se passou nestes dias!»

Perguntou-lhes Ele: «Que foi?»
Responderam-lhe: «O que se refere a Jesus de Nazaré, profeta poderoso
em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo;
como os sumos sacerdotes e os nossos chefes o entregaram,
para ser condenado à morte e crucificado.
Nós esperávamos que fosse Ele o que viria redimir Israel, mas, com tudo isto,
já lá vai o terceiro dia desde que se deram estas coisas.

É verdade que algumas mulheres do nosso grupo nos deixaram perturbados,
porque foram ao sepulcro de madrugada e, não achando o seu corpo,
vieram dizer que lhes apareceram uns anjos, que afirmavam que Ele vivia.
Então, alguns dos nossos foram ao sepulcro e encontraram tudo
como as mulheres tinham dito. Mas, a Ele, não o viram.»

Jesus disse-lhes, então:
«Ó homens sem inteligência e lentos de espírito
para crer em tudo quanto os profetas anunciaram!
Não tinha o Messias de sofrer essas coisas para entrar na sua glória?»

E, começando por Moisés e seguindo por todos os Profetas, explicou-lhes,
em todas as Escrituras, tudo o que lhe dizia respeito.
Ao chegarem perto da aldeia para onde iam, fez menção de seguir para diante.
Os outros, porém, insistiam com Ele, dizendo:

«Fica connosco, pois a noite vai caindo e o dia já está no ocaso.»
Entrou para ficar com eles.
E, quando se pôs à mesa, tomou o pão, pronunciou a bênção
e, depois de o partir, entregou-lho.

Então, os seus olhos abriram-se e reconheceram-no;
mas Ele desapareceu da sua presença. Disseram, então, um ao outro:
«Não nos ardia o coração, quando Ele nos falava pelo caminho
e nos explicava as Escrituras?»

Levantando-se, voltaram imediatamente para Jerusalém e encontraram reunidos os Onze e os seus companheiros, que lhes disseram:

«Realmente o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!»


E eles contaram o que lhes tinha acontecido pelo caminho e como Jesus se lhes dera a conhecer, ao partir o pão.





descida-da-cruz










Sexta Feira Santa

Celebração da Paixão do Senhor






pergaminho-7-palavras





vivo-da-tua-palavra

 

Vivo da Tua Palavra



“Meu Deus, meu Deus, porque me abandonaste?” 

Jesus, expirou. O centurião que estava em frente dele, ao vê-lo expirar daquela maneira, disse: «Verdadeiramente este homem era Filho de Deus!»
(Marcos 15, 34.37.39) . Morreu e Ressuscitou! Cristo Vive.

«Convertei-vos ao Senhor, vosso Deus,
porque Ele é clemente e compassivo,
paciente e rico em misericórdia» (Joel 2,13)

«No tempo favorável, Eu te ouvi; no dia da salvação, vim em teu auxílio».
Este é o tempo favorável, este é o dia da salvação. (2 Cor. 6,2)



cristo-e-o-cireneu


VIA SACRA - Via crucis con dibujos de Pachi-Fano

 
Via-Sacra é um exercício espiritual, uma caminhada que nos ajuda a reviver a paixão e morte de Jesus.

Com Ele, que deu a vida pela salvação de todos os homens e mulheres, aprendemos o “caminho da cruz”, a cruz das grandes dores da humanidade.

  • 1ª Estação – Jesus é condenado à morte
  • 2ª Estação – Jesus toma a cruz aos ombros
  • 3ª Estação – Jesus cai pela primeira vez
  • 4ª Estação – Jesus encontra a sua mãe
  • 5ª Estação – Simão de Cirene ajuda Jesus a levar a Cruz
  • 6ª Estação – A Verónica enxuga o rosto de Jesus
  • 7ª Estação – Jesus cai pela segunda vez
  • 8ª Estação – Jesus encontra as mulheres de Jerusalém
  • 9ª Estação – Jesus cai pela terceira vez
  • 10ª Estação – Jesus é despojado das suas vestes
  • 11ª Estação – Jesus é pregado na cruz
  • 12ª Estação – Jesus morre na cruz
  • 13ª Estação – Jesus é descido da cruz e entregue a sua Mãe
  • 14ª Estação – Jesus é depositado no sepulcro



tomai-e-comei






































francisco-serve








Quinta Feira Santa

Celebração da Ceia do Senhor - Ano C


ceia-do-senhor


Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio

Enquanto comiam, Jesus tomou o pão e, depois de pronunciar a bênção, partiu-o e deu-o aos seus discípulos, dizendo:

«Tomai, comei: Isto é o meu corpo.»


Em seguida, tomou um cálice, deu graças e entregou-lho, dizendo:

«Bebei dele todos. Porque este é o meu sangue,
sangue da Aliança, que vai ser derramado por muitos,
para perdão dos pecados.


Eu vos digo: Não beberei mais deste produto da videira, até ao dia em que beber o vinho novo convosco no Reino de meu Pai.»


(Mateus 26, 26-29)

«Fazei isto em minha memória.»

(Lucas 22, 19b)


(Mc 14, 22-25; Lc 22,14-20; Jo 6,51-59; 1 Cor 11,23-27)



Missão de serviço


João 13, 1-15


«Compreendeis o que vos fiz?


Vós chamais-me 'o Mestre' e 'o Senhor', e dizeis bem, porque o sou.

Ora, se Eu, o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés,
também vós deveis lavar os pés uns aos outros.

Na verdade, dei-vos exemplo para que,
assim como Eu fiz, vós façais também.»










entrada-jesus-jerusalem





Domingo de Ramos na Paixão do Senhor - Ano C

Entrada triunfal em Jerusalém

O Nazareno – Musical – de Frei Hermano da Câmara



Ao ouvirem que Jesus vinha a Jerusalém, pegaram em ramos de palmeiras
e saíram-lhe ao encontro, clamando:

«Hossana! Bendito o que vem em nome do Senhor,
o Rei de Israel!»
(João 12, 12)



LITURGIA - 20 DE MARÇO DE 2016






pecadora


Domingo quinto da Quaresma - Ano C

EVANGELHO – Jo 8,1-11

«Quem de entre vós estiver sem pecado atire a primeira pedra».
Inclinou-Se novamente e continuou a escrever no chão.


Eles, porém, quando ouviram tais palavras,
foram saindo um após outro, a começar pelos mais velhos,
e ficou só Jesus e a mulher, que estava no meio.

Jesus ergueu-Se e disse-lhe:
«Mulher, onde estão eles?
Ninguém te condenou?».
Ela respondeu:
«Ninguém, Senhor».
Disse então Jesus:
«Nem Eu te condeno.
Vai e não tornes a pecar».






SALMO RESPONSORIAL – 125 (126)







filho-prodigo-regressa





Domingo quarto da Quaresma - Ano C

EVANGELHO – Lucas 15,1-3.11-32






SALMO RESPONSORIAL – 33 (34)






moise-sarca





Domingo terceiro da Quaresma - Ano C

EVANGELHO – Lucas 13, 1-9







SALMO RESPONSORIAL – 102 (103)






jesus-transfigurou-se





Domingo segundo da Quaresma - Ano C

EVANGELHO – Lc 9, 28b-36




"Naquele tempo, Jesus tomou consigo Pedro, João e Tiago
e subiu ao monte, para orar.
Enquanto orava, alterou-se o aspecto do seu rosto
e as suas vestes ficaram de uma brancura refulgente.

Dois homens falavam com Ele: eram Moisés e Elias.
[...]
Pedro disse a Jesus:
«Mestre, como é bom estarmos aqui!
Façamos três tendas:
uma para Ti, outra para Moisés e outra para Elias».

Não sabia o que estava a dizer.
Enquanto assim falava,
veio uma nuvem que os cobriu com a sua sombra;
e eles ficaram cheios de medo, ao entrarem na nuvem.

Da nuvem saiu uma voz, que dizia:
«Este é o meu Filho, o meu Eleito: escutai-O»."



SALMO RESPONSORIAL – 26 (27)





domingo-1-quaresma


Domingo primeiro da Quaresma - Ano C

EVANGELHO – Lucas 4,1-13







SALMO RESPONSORIAL – 90 (91)







via-sacra-sierger-koder


VIA SACRA DA MISERICÓRDIA







Clique aqui para ter acesso
ao texto da

Via Sacra da Misericórdia


Autor: Frei Lopes Morgado










 






francisco-quaresma-jubilar




n-s-das-misericordias


MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO 
PARA A QUARESMA DE 2016

- Português


1. Maria, ícone duma Igreja que evangeliza porque evangelizada

2. A aliança de Deus com os homens: uma história de misericórdia

3. As obras de misericórdia

A misericórdia de Deus transforma o coração do homem
e faz-lhe experimentar um amor fiel, tornando-o assim,
por sua vez, capaz de misericórdia.

É um milagre sempre novo que a misericórdia divina possa irradiar-se
na vida de cada um de nós, estimulando-nos ao amor do próximo
e animando aquilo que a tradição da Igreja chama
as obras de misericórdia corporal e espiritual.
[...]


obras-de-misericordia


[...] Não percamos este tempo de Quaresma favorável à conversão!
Pedimo-lo pela intercessão materna da Virgem Maria, a primeira que,
diante da grandeza da misericórdia divina que Lhe foi concedida gratuitamente, reconheceu a sua pequenez (cf. Lc 1, 48),
confessando-Se a humilde serva do Senhor (cf. Lc 1, 38).

Vaticano, 4 de Outubro de 2015
Festa de S. Francisco de Assis

Francisco





cinzas


Quarta-Feira de Cinzas - Início da Quaresma

quaresma-mudar-de-vida

 


sinagoga

«Cumpriu-se hoje esta passagem
da Escritura, que acabais de ouvir.»


Domingo 4 Do Tempo Comum Ciclo C - (Lc 4, 21-30)

Jesus iniciou o seu Ministério na Sinagoga da Galileia

«Impelido pelo Espírito, Jesus voltou para a Galileia e a sua fama propagou-se
por toda a região.Ensinava nas sinagogas e todos o elogiavam.
» (Lc 4,14)






Página seguinte                                                       Página anterior







Franciscanas Missionárias de Maria © 2011. Todos os direitos reservados.